Seja Bem-Vindo ao Nosso Blog Deus Ainda Fala!!! Já Falou Com Deus Hoje? Já Ouviu a Sua Voz? Obrigado Pela Visita Volte Mais Vezes ao Nosso Blog!!! Deus o Abençoe Sempre Em Nome de Jesus e Saiba Que Uma Nova História Deus Tem Pra você e o Melhor de Deus Está Por Vir

te

Bem Vindos

Rádio Keraz Gospel

LEIA A BÍBLIA

sábado, 31 de março de 2012

Páginas da Vida


Se começarmos a comparar nossa vida a um “LIVRO”, vamos entender que... 

As páginas da vida são  cheias de surpresas... 

Há capítulos de alegrias, mas  também de tristezas...

Há mistérios e fantasias...

Em algumas páginas: sofrimentos  e decepções...

Mas, o importante é saber que: A página que representa a data de  ontem já foi virada e não pode  mais ser alterada, corrigida ou vivenciada  novamente.

Por isso, não rasgue páginas  e nem pule capítulos...

Cada manhã, Deus nos dá  a oportunidade de vivermos mais uma nova  história.

Todos os dias podemos tomar  uma nova decisão, que irá nos aproximar  mais e mais, dos nossos objetivos.

Para isso, devemos buscar de Deus a direção necessária, para não errarmos o  caminho.

Faça um inventário de todas as coisas boas que você possui e viva cada  capítulo de sua história, o melhor que  puder!

Não se apresse para descobrir os mistérios que Deus tem para revelar  à você.

Deus tem colocado a cada dia, na página de seu livro, muitas bênçãos pra você...
Saiba reconhecê-las e valorizá-las!

Jamais desista de seus sonhos e lute com mais garra para alcançá-los. 
Não tenha medo de ser feliz. 

Nunca é tarde para mudar  o rumo e começar a escrever páginas  de felicidade no seu “ livro da vida”.

Jamais perca a esperança!
Busque encontrar um final feliz para cada capítulo de sua história.

Que nenhum contratempo atrapalhe a beleza de seus sonhos...

Sem o esforço da busca, é impossível a alegria do encontro!

E, nunca se esqueça do principal: O autor do nosso livro da  vida é JESUS!

CONFIAR EM JESUS É O SEGREDO  DA VIDA!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA E PENSE NISSO!
Pare e Pense
Colaboração; Edson Soares.

sexta-feira, 30 de março de 2012

A Historia Real da Criação


Ótimo! Nunca ouvi a história bíblica da criação explicada de forma tão clara!!!!

No início, Deus criou o Céu e a Terra, e povoou a Terra com brócolis, couveflores e espinafres, verdes e amarelos, e vegetais vermelhos de todos os tipos, para que o Homem e a Mulher tivessem vida longa e saudável.

Então, usando os dons que Deus havia lhe poupado, Satanás criou os sorvetes cremosos da Parmalat e da Häagen-Dazs. 

E Satanás disse: “Vocês querem que eu acrescente calda de chocolate?” E o Homem disse: “Sim!” e a Mulher completou: “Polvilhe também com granulados doces!” E eles engordaram cinco quilos. E Satanás sorriu.

E Deus criou o yogurte saudável para que a Mulher recuperasse a silhueta que o Homem tanto apreciava. 

E Satanás obteve farinha do trigo e açúcar da cana e os combinou na forma de bolos e massas. E a Mulher passou de tamanho P para Extra GG.

Então Deus disse: “Saboreiem uma fresca salada verde!”. E Satanás apresentou  dezenas de molhos, maioneses, torradas com manteiga e com leve sabor de alho como complemento. E o Homem e a Mulher tiveram que desabotoar os cintos depois do almoço. 

Então Deus disse: “Eu criei para vocês, para proteger seu coração, vegetais saudáveis e azeite de oliva”. 

E Satanás preparou bifes à milanesa, frango à passarinho e polenta frita, em tamanha quantidade que eles precisaram de pratos de maior tamanho. E o Homem aumentou de peso e seu colesterol atingiu níveis perigosos. 

Então Deus criou doces ‘light’, coloridos e fofos, chamados “Sobremesa de Gelatina”.  

E Satanás criou um doce fofo, escuro, e o chamou “Bolo de Chocolate Brigadeiro”.

Então Deus criou um tipo de sapato chamado “tênis para caminhada” de forma que seus filhos pudessem perder alguns quilos extras. 

E Satanás produziu a TV a cabo e o controle remoto para que eles não precisassem levantar-se para mudar de canal. E o Homem e a Mulher riram e choraram frente à tela com luz azulada, e aumentaram de peso.

Então Deus criou a batata, naturalmente livre de gordura, fornecedora de nutrição e energia. 

E Satanás tirou a fina e saudável pele da batata, cortou a batata em tiras e fatias finas e a transformou em tiras de batata frita e chips salgados. E o Homem aumentou de peso.

Deus então criou a carne magra grelhada, de forma que o Homem pudesse consumir poucas calorias e satisfazer seu apetite. E disse: “Isto é bom!” 

E Satanás criou a rede de McDonald's e seus cheeseburgers gigantes duplos. Então ele disse ao Homem: “Você quer o acompanhamento com fritas?” 

E o Homem respondeu: “Sim! E na embalagem grande!” E Satanás disse: “Isto é bom!”.  E o Homem teve uma parada cardíaca.

Então  Deus suspirou e criou o marcapasso e a cirurgia para inserção de stents nas artérias.
Então Satanás criou o Sistema Único de Saúde – SUS. 
Amem!
Pare e Pense
Colaboração; Edson Soares Rodrigues.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Ancoradouro Tranquilo

"Deitar-me faz em verdes  pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas“. (Salmo 23:2).

Em um certo feriado, eu  e minha família fomos passear de barco nas águas claras do  rio Kaweah. 

Quando nós começamos a navegar, parecia que estávamos  no controle do barco.

Porém, logo surgiram  as primeiras correntezas. 

Grandes ondas ameaçavam  nos afundar. 

A água girava em torno  de nós e nos puxava e empurrava.  

Nós remávamos arduamente, mas não conseguíamos  dirigir o barco.

Fomos obrigados a seguir  rio abaixo. 

Na realidade era o  rio e não nós que estava no controle".

Da mesma maneira, quando o  homem se mostra caído, pelo pecado e  pelo mal, não é o próprio homem  que está no controle.

Não importa o quão duro  ele tente, o pecado e o mal o fazem mergulhar no  abismo de ruínas e destruição.

Para isso Cristo veio a este  mundo: para nos livrar da correnteza do pecado e  da morte eterna.

Ele veio para nos estender  a mão, para nos puxar e afastar do precipício da  perdição.

Ele veio nos socorrer e o  melhor que podemos fazer é aceitar Sua ajuda,  Seu amor, Seu sacrifício, Sua misericórdia, Sua graça.

Sem Ele não conseguiremos nada  e o barco de nossas vidas seguirá, cada vez  mais rápido, para as pedras de angústia  e sofrimento.

Ele é perito em guiar o  barco de nossos corações.

Ele é mais poderoso do que  as ondas do desespero e das tentações.

Ele toma os nossos remos  e nos conduz, em  paz e segurança, à  orla da salvação.

Quando nossas vidas enfrentam as turbulências das águas bravias, as correntezas do desânimo e das frustrações, as pedras perigosas da solidão e das incertezas, deixemos que o Capitão de nossas almas assuma o controle e nos guie até o ancoradouro tranquilo de  nossa felicidade.

Você acha que pode controlar  seus dias maus ou prefere deixar Jesus fazer  isso?
Reflexão
Colaboração; Paulo Benites.

quarta-feira, 28 de março de 2012

O Silêncio dos Lobos


Pense em alguém que seja poderoso. 

Essa pessoa briga e grita como uma galinha, ou olha e silencia como um lobo?

Lobos não gritam. Eles têm força e poder. 

Observam em silêncio.

Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio.

Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas.

Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos. 

Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis.

Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota.

Olhe. Sorria. Silencie.

Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar. 

Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso.

Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a falsa idéia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques.

Não é verdade!

Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que quer reagir. 

Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal. 

Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça. 

Você pode escolher o silêncio. Além disso, você não terá que se arrepender por coisas ditas em momentos impensados, como defendeu Xenocrates, mais de trezentos anos antes de Cristo, ao afirmar:

-“Me arrependi de coisas que disse … mas jamais do meu silêncio!”

Responda com o silêncio quando for necessário. 

Use sorrisos, não sorrisos sarcásticos, mas reais. 

Use o olhar, use um abraço ou use qualquer outra coisa para não responder em alguns momentos. 

Você verá que o silêncio pode ser a mais poderosa das respostas.

E, no momento certo, a mais compreensiva e real delas.
Reflexão.
Colaboração; Lúcia Aparecida.

terça-feira, 27 de março de 2012

Como Pode Sobreviver?

Você que teve sua infância nos anos 60, 70 e 80...

Os carros não tinham cintos de segurança, apoios de cabeça, nem air-bag!! Afinal de contas... Íamos soltos no banco de trás fazendo aquela farra, e isso não era perigoso!

As camas tinham grades e os brinquedos eram multicores com pecinhas que se soltavam ou no mínimo pintados com umas tintas “duvidosas“ contendo chumbo ou outro veneno qualquer.

Não havia travas de segurança nas portas dos carros, chaves nos armários de medicamentos, detergentes ou químicos domésticos.

A gente andava de bicicleta para lá e pra cá, sem capacete, joelheiras, caneleiras e cotoveleiras.

Bebíamos água de filtro de barro, da torneira, de uma mangueira, ou de uma fonte, e não águas minerais em garrafas ditas ¨esterilizadas¨.

Construíamos aqueles famosos carrinhos de rolimã e aqueles que tinham a sorte de morar perto de uma ladeira asfaltada, podiam tentar bater records de velocidade e até verificar no meio do caminho que tinham economizado a sola dos sapatos, que eram usados como freios... 

E estavam descalços... 

Depois de alguns acidentes, todos os problemas estavam resolvidos!

Íamos brincar na rua com uma única condição: voltar para casa ao anoitecer.

Não havia celulares, e nossos pais não sabiam onde estávamos! Era incrível!

Tínhamos aulas só de manhã, e íamos almoçar em casa.

Braços engessados, dentes partidos, joelhos ralados, cabeça lascada; Alguém se queixava disso?

Comíamos doces à vontade, pão com manteiga, bebidas com o (perigoso) açúcar. 

Não se falava de obesidade, brincávamos sempre na rua e éramos super ativos.

Dividíamos com nossos amigos uma Tubaína comprada naquela vendinha da esquina, gole a gole e nunca ninguém morreu por isso ....

Nada de Playstations, Nintendo 64, X Boxes, jogos de Vídeo, Internet por satélite, DVD, Celular com câmera , Computador e Chats na Internet: SÓ AMIGOS!

Nada de ração para os cachorros; Comiam a mesma comida que nós (muitas vezes os restos), e sem problema algum! Banho quente? Shampoo? 

Que nada! No quintal, um segurava o cão e o outro com a mangueira (fria) ia jogando água e esfregando-o com (acreditem se quiserem) sabão (em barra) de lavar roupa! Algum cachorro morreu ou adoeceu por causa disso?

A pé ou de bicicleta, íamos à casa dos nossos amigos, mesmo que morassem a kms de nossa casa, entrávamos sem bater e íamos brincar.

É verdade! Lá fora, nesse mundo cinzento e sem segurança! Como era possível?

Jogávamos futebol na rua, com a trave sinalizada por duas pedras, e mesmo que não fossemos escalados... ninguém ficava frustrado e nem era o “FIM DO MUNDO“!

Na escola tinha bons e maus alunos. 

Uns passavam e outros eram reprovados. 

Ninguém ia por isso a um psicólogo ou psicoterapeuta. 

Não havia a moda dos superdotados, nem se falava em dislexia, problemas de concentração, hiperatividade. 

Quem não passava, simplesmente repetia de ano e tentava de novo no ano seguinte!

As nossas festas eram animadas por “radiolas” com agulhas de diamantes deslizando sobre os discos de vinil, luz negra e um delicioso coquetel feito de groselha e maçã em cubinhos.

Tínhamos: Liberdade, Fracassos, Sucessos e Deveres. ...e aprendíamos a lidar com cada um deles!

A única verdadeira questão é: como a gente conseguiu sobreviver?


E acima de tudo, como conseguimos desenvolver a nossa personalidade?

Você também é dessa geração?

Se sim, então mande esta mensagem aos seus amigos desse tempo convidando a visitar-nos não esqueça de convidar também aos seus filhos e sobrinhos, para que eles saiba como era no nosso tempo!

Sem dúvida vão responder que era uma chatice, mas...

Como éramos felizes!!
Pare e Pense.
Colaboração; Sandra Benício.

Deus nunca erra

Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus.

Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade.

Em todas situações dizia: "- Meu Rei, não desanime, porque Tudo que Deus faz é Perfeito.
Ele nunca erra !"

Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei.
O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestadeperdesse o dedo mínimo da mão direita.

O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este: "- E agora, o que você me diz?

Deus é bom? 

Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo."

O servo respondeu:
"- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem ! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca erra !!!"

O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.

Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva.

Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.
Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício.

Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vitima, observou furioso: "- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso ! Falta-lhe um dedo!"

E o Rei foi libertado.

Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.

Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe: "- Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! 

Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. 

Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu?!"

O servo sorriu e disse: "- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum !"

Portanto, lembre-se sempre: TUDO O QUE DEUS FAZ É PERFEITO. ELE NUNCA ERRA! 

Meditação
Colaboração; Vera Pereira.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Ninguém Pode Tirar de Você...


...A Graça de Se Sentir Querido.

...A Fé No Amor, Mesmo Em Tempos De Guerra.

...A Força Para Transformar A Vida.

...A Esperança de Realizar Seus Sonhos.

...A Liberdade de Mudar De Idéia.

...A Humildade de Se Saber Imperfeito.

...A Vitória de Ter Resistido A Uma Tentação.

...A Coragem de Ser Simplesmente Você.

...A Honestidade de Assumir As Suas Limitações.

...A Disposição de Tentar Mais Uma Vez.

...A Vontade de Enfrentar Desafios.

...A Capacidade de Pedir Ajuda.

...A Sensação de Dever Bem Cumprido.

...A Certeza de Que A vida Sempre Vale À Pena!!

Então viva seus dias e seja feliz sempre e sempre.

Pare e Pense.
Colaboração; Missionária Eliana.

segunda-feira, 19 de março de 2012

A Semente


Numa furiosa tempestade no mar, um navio de Imigrantes foi arrastado para longe de sua rota, e naufragou perto de uma ilha desabitada. 

Os passageiros conseguiram escapar a nado para a ilha e salvar algumas coisas do navio, entre elas algum alimento, ferramentas e sementes.

O solo da ilha era fértil e o clima ameno. 

Não sabendo quanto tempo levaria para lhes vir socorro, os homens resolveram plantar as suas sementes imediatamente, sem perda de tempo. 

Antes disso, porém, um grupo de pessoas que tinha penetrado no interior da ilha, para ver os recursos que havia, avisou que haviam encontrado ricas jazidas de ouro.

Imediatamente se esqueceram de tudo o mais, mesmo da semeadura, e todos correram a cavar a terra em busca de ouro.

Como se alegraram quando avistaram o monte de ouro bruto! 

Estariam ricos, quando o navio de socorro viesse buscá-los.

Mas passou o Verão, e a horta ficou por ser feita.

Demasiado tarde viram que haviam negligenciado a coisa mais necessária, sua provisão de alimento.

Febrilmente puseram-se a lançar as sementes, mas chegou o inverno.

O suprimento que tinham trazido do navio naufragado acabou-se e na ilha não se encontrava alimento bastante para todos.

Quando se tornavam cada vez mais fracos, seus olhos pousaram naquele monte de ouro. 

De que lhes adiantava agora, que estavam à beira da morte? 

O mais rico tesouro do mundo não lhes servia de alimento agora.

Cuidemos de nossa vida espiritual como o mais valioso tesouro e tomemos providências para mantermos nossa comunhão com Deus como prioridade.

Pare e Pense
Colaboração; Joel.

domingo, 18 de março de 2012

O Espelho...

 ...Uma história de Amor

 Renato quase não viu a senhora, com o carro parado no acostamento. 

Chovia forte e já era noite. Mas percebeu que ela precisava de ajuda...

Renato quase não viu a senhora, com o carro parado no acostamento. 

Chovia forte e já era noite. 

Mas percebeu que ela precisava de ajuda...

...Assim parou seu carro e se aproximou. 

O carro dela cheirava a tinta, de tão novinho. 

A senhora pensou que pudesse ser um bandido. 

Ele não parecia seguro, parecia pobre e faminto...

 ...Renato percebeu que ela estava com muito medo e disse:  “Eu estou aqui para ajudar madame, não se preocupe. 

Por que não espera no carro onde está quentinho? 

A propósito, meu nome é Renato”...

...Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada era ruim o bastante.

Renato abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. 

Logo ele já estava trocando o pneu. Mas ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos...

...Enquanto apertava as porcas da roda ela abriu a janela e começou a conversar com ele. 

Contou que era de São Paulo e que só estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda.

Renato apenas sorriu enquanto se levantava...

...Ela perguntou quanto devia. 

Já tinha imaginado todos as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Renato não tivesse parado e ajudado. 

Renato não pensava em dinheiro, Gostava de ajudar as pessoas...

...Este era seu modo de viver. E respondeu: “Se realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para aquela pessoa a ajuda de que ela precisar e lembre-se de mim”...

...Alguns quilômetros depois a senhora em um pequeno restaurante simples, a garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso...

...A senhora notou que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, mas ela não deixou a  tensão e as dores mudarem a sua atitude...

...A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho.

Então se lembrou de Renato. 

Depois que terminou a sua refeição, e enquanto a garçonete buscava troco, a senhora se retirou...

...Quando a garçonete voltou  queria saber onde a  senhora poderia ter ido quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha 4 notas de R$ 100,00...

...Correram lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora escreveu. Dizia:

- Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. 

Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou lhe ajudando. 

Se você realmente quiser me reembolsar por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém...

...Aquela noite, quando foi para casa cansada e deitou-se na cama, seu marido já estava dormindo e ela ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito...

...Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? Com o bebê que estava para nascer no próximo mês, como estava difícil...

...Ficou pensando na bênção que havia recebido, deu um grande sorriso...

...Agradeceu a Deus e virou-se para o preocupado marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou: -Tudo ficará bem; eu te amo...

...Renato!

A VIDA É ASSIM...
UM ESPELHO..
TUDO QUE VOCÊ TRANSMITE VOLTA PRA  VOCÊ!!

Mediação
Colaboração; Reni Andril.

sexta-feira, 16 de março de 2012

O Valor das Pequenas Grandes Coisas

Nós,  seres humanos, temos  um coração incansável.  

Nunca temos o suficiente,  nunca somos felizes  o bastante. 

Pensamos na vida como uma fonte inesgotável e nos tornamos cada vez  mais insaciáveis. 

Quanto mais temos, quanto mais tiramos desse poço, mais pedimos. 

E então vamos nos esquecendo do que temos. 

Pequenas coisas que possuímos e que nos tornam  pessoas ricas. 

Se temos um teto, somos ricos; se temos uma família, somos ricos;  se podemos fazer pelo  menos uma refeição completa por dia, somos ricos; se podemos respirar normalmente, somos ricos.  

Se temos saúde, somos  ricos; se temos amigos, também somos ricos.  

Temos braços, pernas, podemos andar, rir e  cantar, somos ricos.  

Somos ricos de pequenos  pedacinhos de felicidade que vão se acomodando dentro da gente de tal forma que acabamos  nos esquecendo de pensar  neles. 

As coisas que  se tornam "naturais"  na nossa vida diminuem  o valor. 

E só percebemos isso no dia em que deixamos de  ter, ou corremos o  risco de perder. 

A vida é preciosa demais!!! Infelizmente costumamos comparar nossa vida com a  daqueles que possuem  mais que a gente.  

Mas compare com quem tem menos. 

Assista uma  reportagem na tv onde  vê-se pessoas que não  têm o que comer,  ou vivem (independente delas) no meio de  guerras, ou não têm  saúde, nem medicamentos.  

Pergunte a uma pessoa cega quanto ela daria para ter a oportunidade de apreciar uma flor  ou o infinito do mar; pergunte a um  condenado quanto vale  um minuto de vida;  pergunte a um presidiário qual o valor da liberdade; pergunte a quem perdeu uma perna quanto vale ter duas.

Sim, somos pessoas ricas de coisas pequenininhas que, juntas, formam  nosso tesouro. 

São nossas pequenas grandes  coisas. 

Pra que buscar cada vez mais se não sabemos apreciar  no seu valor justo o que já possuímos?  

É assim que encontramos resposta para muitas  coisas que nos acontecem.  

Deus é tão maravilhoso que muitas vezes permite que alguma coisa nos aconteça para que aprendamos a apreciar o que  já possuímos, gratuitamente.  

Por isso enfrentamos algumas dificuldades de vez em quando. 

Por  isso ficamos doentes, perdemos isso ou aquilo.  

Só mesmo para darmos  valor ao que possuímos.

Deus  não quer pessoas feito crianças mimadas, que nunca estão satisfeitas e nunca estarão. 

Deus quer pessoas equilibradas, que sabem reconhecer o bem que possuem e fazem proveito disso.  

É isso o que chamamos  felicidade. 

A felicidade  não é utopia, não  é para o futuro  ou para quando tivermos  isso ou aquilo. 

Felicidade é olhar para dentro de si mesmo, fazer um "check-up" da  própria vida e se  contentar dos maravilhosos presentes que recebemos um dia e que não soubemos agradecer. 

E  se sentir saciado. 

Se você ainda acha que tem pouco... pense na  possibilidade de trocar de vida com quem  tem menos... reflita...  e depois agradeça a  Deus por ter feito de você uma pessoa  tão rica de pedacinhos  de felicidade!
Meditação.
Colaboração; Paulo Roberto.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A Arte de Viver Juntos

Conta  uma lenda dos índios  sioux que, certa vez, Touro Bravo e Nuvem  azul chegaram de mãos  dadas à tenda do  velho feiticeiro da  tribo e pediram: -  Nos nos amamos e  vamos nos casar. 


Mas  nos amamos tanto que  queremos um conselho  que nos garanta ficar  sempre juntos, que nos  assegure estar um ao  lado do outro até  a morte. 

Há algo  que possamos fazer?

E  o velho, emocionado  ao vê-los tão jovens,  tão apaixonados e tão  ansiosos por uma palavra,  disse: - Há o que possa  ser feito, ainda que  sejam tarefas muito  difíceis. 

Tu, Nuvem  Azul, deves escalar  o monte ao norte  da aldeia apenas com  uma rede, caçar o  falcão mais vigoroso  e trazê-lo aqui, com  vida, até o terceiro  dia depois da lua  cheia. 

E tu, Touro  Bravo, deves escalar  a montanha do trono;  lá em cima, encontrarás  a mais brava de  todas as águias. Somente  com uma rede deverás  apanhá-la, trazendo-a para  mim viva! 
 
Os  jovens se abraçaram  com ternura e logo  partiram para cumprir  a missão. 

No  dia estabelecido, na  frente da tenda do  feiticeiro, os dois  esperavam com as aves.
 
O  velho tirou-as dos sacos  e constatou que eram  verdadeiramente formosos  exemplares dos animais  que ele tinha pedido.

E agora, o que faremos? 

Os jovens perguntaram.

Peguem as aves e amarrem uma à outra pelos  pés com essas fitas  de couro. 

Quando estiverem  amarradas, soltem-nas para  que voem livres.

Eles  fizeram o que lhes  foi ordenado e soltaram  os pássaros. 

A águia e o falcão tentaram  voar, mas conseguiram  apenas saltar pelo terreno. 

Minutos  depois, irritadas pela  impossibilidade do vôo,  as aves arremessaram-se  uma contra a outra,  bicando-se até se machucar. 

Então  o velho disse: - Jamais  esqueçam o que estão  vendo, esse é o  meu conselho. 

Vocês são como a águia e o falcão. 

Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se como  também, cedo ou tarde,  começarão a machucar  um ao outro.
 
Se  quiserem que o amor  entre vocês perdure,  voem juntos, mas jamais  amarrados. 

Libere a pessoa que você ama para que ela possa voar com as  próprias asas

Essa é uma verdade no casamento e também nas relações familiares, de amizades e profissionais.  

Respeite o direito das  pessoas de voar rumo  ao sonho delas.

A  lição principal é  saber que somente livres  as pessoas são capazes  de amar.
Reflexão 

Colaboração; Reni Andril.

terça-feira, 13 de março de 2012

Quando Somos Ingratos...

O filho de um certo casal camponês foi estudar na cidade.

Passaram-se meses e anos e um dia o pai sentiu saudades do filho.

Atrelando seu cavalo a carroça, saiu de madrugada em demanda da cidade, onde o filho estudava.

Foi uma viagem penosa, pois a cidade ficava bem distante. 

Depois de alguns dias de viagem, afinal, quase ao anoitecer, divisou ao longe a cidade.

Seu coração bateu mais depressa, pois em pouco momentos abraçaria o filho querido.

Fustigou novamente o cavalo já cansado,pois as saudades o abrasavam. 

A final estava na ultima reta, já para entrar na cidade.

Que felicidade,pensou.

Bem pertinho da cidade ele viu três jovens vinham saindo dela, cantarolando,rindo e se divertindo.

Ele olha com mais intensidade e o olho do pai divisa que o do meio é o filho, que tanto amava.

Larga a carroça e corre para junto do filho, procura abraça-lo, exclamando "Ó filho querido,que saudade tenho de ti ".

Mas o moço, envergonhado de seu pai, pois vinha com dois colegas, rapazes de cidade, observou; "Que é isto velhinho, você deve estar enganado, eu não sou seu filho! onde ja se viu, você meu pai?" 

A ssim falando, afastou com uma gargalhada, o velho pai que tanto se sacrificara pelo filho.

O pai insiste Mas filho, que é isto?

Eu sou teu pai,não me conheces?

Eu vim de longe para te ver,tinha tantas saudades que não aguentei mais.

Filho, já esqueceste teu pai?

"Procura novamente abraça-lo, mas com desprezo o filho o afasta, dizendo: Velhinho, creio que você não está regulando bem; deve estar muito enganado, não sou seu filho e não me aborreça, deixe-me em paz."

O pai tremulo, se afasta com o coração quebrado por um filho ingrato, que não o queria receber.

Você podera dizer: Que filho sem alma,eu também assim o digo.

Mas cuidado querido amigo, você já não fez o mesmo com Deus?

"DEUS" EM O NOME DE "JESUS" EU TE PEÇO, TEM MISERICÓRDIA DE MIM... DE NÓS... PARA QUE NUNCA  ESQUEÇAMOS DO QUE "TU" ÉS O MEU... O NOSSO "PAI" MARAVILHOSO, PODEROSO, MISERICORDIOSO...
Pare e Pense.
Colaboração; Eu Creio.

Google+ Badge

RADIO AGRADECER


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...