Seja Bem-Vindo ao Nosso Blog Deus Ainda Fala!!! Já Falou Com Deus Hoje? Já Ouviu a Sua Voz? Obrigado Pela Visita Volte Mais Vezes ao Nosso Blog!!! Deus o Abençoe Sempre Em Nome de Jesus e Saiba Que Uma Nova História Deus Tem Pra você e o Melhor de Deus Está Por Vir

te

Bem Vindos

LEIA A BÍBLIA

terça-feira, 31 de julho de 2012

A Ponte


Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, tiveram um desentendimento.

Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado.

O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.

Numa manhã, o irmão mais velho ouviu alguém batendo à sua porta, dizendo: " Estou procurando trabalho e talvez você tenha algo para mim ".

Sim, disse ele, mostrando em seguida a fazenda do seu irmão mais novo além do riacho, contando que haviam brigado e que não podia mais suportá-lo.

Então mandou construir uma cerca bem alta entre as duas fazendas, entregou o material e foi para a cidade.
E quando voltou não acreditou no que viu: Em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho.

Era um belo trabalho, mas o fazendeiro não gostou nada do que viu.

As surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos.

Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio. Então o irmão mais novo disse: " Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois de tudo o que aconteceu.

De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte.

O homem que fez o trabalho estava de partida quando alguém disse: "Espere, fique conosco!"

E ele respondeu: "Não posso, tenho outras pontes para construir!"

Que jamais deixemos que barreiras se levantem entre nós e o nosso próximo, JESUS nos ensinou a amar ao próximo como a nós mesmos, que nesse momento possamos refletir sobre isso.“

Segui a paz com todos e a santificação,sem a qual ninguém verá ao Senhor.” ( Hb 12.14 )
Meditação.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Um Copo de Leite!


Um dia, um rapaz pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos, viu que só lhe restava uma simples moeda de dez centavos e tinha fome.

Decidiu que pediria comida na próxima casa. 

Porém, quando uma jovem lhe abriu a porta em vez de comida, pediu um copo de água.

Como o jovem parecia faminto ela lhe deu um grande copo de leite.

Ele bebeu devagar e depois lhe perguntou: - Quanto lhe devo?
- Não me deve nada - respondeu ela.

- Então ele disse: Pois eu te agradeço de todo coração.

Quando aquele rapaz que se chamava Howard Kelly saiu daquela casa, não só sentiu-se mais forte fisicamente, como também sua fé em Deus se fortaleceu.

Ele já estava decidido a se render e deixar tudo. 

O tempo passou e anos depois, aquela jovem mulher ficou doente de uma enfermidade rara.

Os médicos da sua cidade não conseguiram ajudá-la, e por isso teve que ir a um hospital na cidade grande, onde chamaram um especialista para examiná-la.

Chamaram então o Dr.Howard Kelly. 

Quando o médico soube o nome da cidade de onde a paciente viera, uma luz encheu seus olhos. 

Imediatamente foi ver a paciente e reconheceu-a. 

Passou então a dedicar atenção especial a ela. 

Depois de uma demorada luta pela vida daquela mulher, ganhou a batalha. 

Dr. Kelly pediu a administração do hospital que lhe enviasse a fatura total de gastos que ela teve, escreveu algo e mandou entregá-la no quarto da paciente. 

Ela sabia que seria um conta muito alta e que levaria muito tempo para pagar. 

E ao abrir a fatura algo lhe chamou a atenção, pois estava escrito: "Totalmente pago há muitos anos com um copo de leite ass.: Dr.Howard Kelly." 

Lágrimas de alegria correram dos olhos daquela mulher e seu coração feliz orou assim: " Te agradeço meu Deus, porque o teu amor é manifesto na vida daquele que faz o bem ao próximo."

 Que maravilha! 

A Palavra de Deus é Fiel, tudo que fizermos agora iremos certamente colher mas tarde, as nossas ações hoje nos dirá o que colheremos no futuro.

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” ( Gl 6.7 ).
Reflexão

sábado, 28 de julho de 2012

Um Copo de Leite!

Um dia, um rapaz pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos, viu que só lhe restava uma simples moeda de dez centavos e tinha fome.

Decidiu que pediria comida na próxima casa. Porém, quando uma jovem lhe abriu a porta em vez de comida, pediu um copo de água.

Como o jovem parecia faminto ela lhe deu um grande copo de leite.

Ele bebeu devagar e depois lhe perguntou: - Quanto lhe devo?

- Não me deve nada - respondeu ela.

– Então ele disse: - Pois eu te agradeço de todo coração.

Quando aquele rapaz que se chamava Howard Kelly saiu daquela casa, não só sentiu-se mais forte fisicamente, como também sua fé em Deus se fortaleceu.

Ele já estava decidido a se render e deixar tudo. 

O tempo passou e anos depois, aquela jovem mulher ficou doente de uma enfermidade rara.

Os médicos da sua cidade não conseguiram ajudá-la, e por isso teve que ir a um hospital na cidade grande, onde chamaram um especialista para examiná-la.

Chamaram então o Dr.Howard Kelly. 

Quando o médico soube o nome da cidade de onde a paciente viera, uma luz encheu seus olhos. Imediatamente foi ver a paciente e reconheceu-a. 

Passou então a dedicar atenção especial a ela. 

Depois de uma demorada luta pela vida daquela mulher, ganhou a batalha. Dr. Kelly pediu a administração do hospital que lhe enviasse a fatura total de gastos que ela teve, escreveu algo e mandou entregá-la no quarto da paciente. 

Ela sabia que seria um conta muito alta e que levaria muito tempo para pagar. E ao abrir a fatura algo lhe chamou a atenção, pois estava escrito: "Totalmente pago há muitos anos com um copo de leite ass.: Dr.Howard Kelly." 

Lágrimas de alegria correram dos olhos daquela mulher e seu coração feliz orou assim: "Te agradeço meu Deus, porque o teu amor é manifesto na vida daquele que faz o bem ao próximo." 

Que maravilha! 

A Palavra de Deus é Fiel, tudo que fizermos agora iremos certamente colher mas tarde, as nossas ações hoje nos dirá o que colheremos no futuro. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” ( Gl 6.7 ).
Meditação.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

O Filho

Um homem muito rico e seu filho tinham grande paixão pelas artes, e tinham de tudo em sua coleção. 

Mas o jovem precisou ir para guerra, e morreu em batalha, quando resgatava outro soldado.


O pai recebeu a notícia e sofreu profundamente a morte de seu único filho. 

Depois de algum tempo, um jovem bateu à sua porta com uma grande tela em suas mãos e disse: "O senhor não me conhece, mas eu sou o soldado por quem seu filho deu a vida, ele estava me levando a um lugar seguro, mas foi atingido, e morreu... 

Ele falava muito do senhor e de seu amor pelas artes.

Então o rapaz estendeu os braços e disse: Eu sei que não é muito, mas creio que seu filho gostaria que o senhor recebesse isto.

Era um retrato pintado pelo jovem soldado.

Ele agradeceu, e ofereceu-se para pagar-lhe pela pintura.

Não, disse o jovem, eu nunca poderei pagar o que seu filho fez por mim! 

Essa pintura é um presente.

O pai colocou a tela à frente de suas grandes obras de arte, e sempre que alguém visitava sua casa, ele mostrava o retrato do filho, antes de mostrar sua famosa galeria. 

Mas depois de algum tempo o homem morreu, e haveria um leilão de todas as obras de arte que lhe pertenciam.

O leiloeiro bateu seu martelo para dar início ao leilão: Começaremos o leilão com a tela "O FILHO".

Quem oferece o primeiro lance?

Perguntou.

Houve um grande silêncio...

Então alguém disse: " Queremos ver as pinturas famosas!!! Esqueça esta!!!!  

O leiloeiro insistiu: Alguém oferece algo por essa pintura?

Finalmente, uma voz: Eu fico com ela.

Era o velho jardineiro da casa.

Sendo um homem muito pobre, não pode oferecer muito.

Então o leiloeiro soltou seu martelo e disse: Sinto muito damas e cavalheiros, mas o leilão chegou ao seu final. 

Mas, e as pinturas? 

Perguntaram os interessados.

Eu sinto muito, quando me chamaram para fazer o leilão, havia um segredo no testamento do antigo dono.

Não seria permitido revelar esse segredo até esse exato momento. 

Somente a pintura.

"O FILHO" seria leiloada; aquele que a comprasse, herdaria absolutamente todas as suas posses, inclusive as pinturas famosas."

O homem que comprou "O FILHO" fica com tudo!

Quem tem JESUS tem tudo, nada se compara ao amor de nosso DEUS para conosco, e nada pode pagar o que Ele fez por nós.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.(Jo 3.16).

Reflexão

terça-feira, 24 de julho de 2012

Chuvas Abençoadas


Os moradores da Índia, entre os meses de junho a setembro, costumam enfrentar um período de chuvas torrenciais que sempre lhes traz grandes contratempos.

Foi exatamente na Índia, entre  os meses de agosto de 1860 e julho de 1861, em Cherrapunji,  que aconteceram as mais fortes chuvas já registradas,  num total de 1.042 polegadas. 

Apesar dos problemas causados  pelas chuvas, como as inundações, elas  são de grande valor para fazendeiros  e agricultores em geral que dela dependem  para manter suas plantações cujas colheitas  sustentarão a muitos.

Embora pareçam, para alguns, um desastre, são, na realidade, chuvas de  bênçãos dos céus.

De igual modo devemos encarar  as "estações chuvosas" de nossas vidas, quando ventos e  tempestades nos assolam trazendo transtornos e angústias, como situações que poderão ser transformadas em  chuvas de bênçãos.

Deus permite que enfrentemos tais  situações não para que soframos com elas, mas  para que a experiência adquirida nos leve para mais perto dele, onde encontraremos sempre conforto  e proteção.

Se isto está acontecendo agora  com você, confie em Deus. 

As tormentas logo passarão, você  vai ver! 

E quando isso acontecer perceberá que muitas flores cresceram ao seu redor, enfeitando e perfumando a sua vida. 

E o que parecia uma calamidade, não terá passado de um manancial de bênçãos que permanecerá para todo o  sempre.
Pare e Pense.
Colaboração;  Paulo Benites.

sábado, 21 de julho de 2012

A Cruz Pesada


Há muitos e muitos anos, um homem partiu em direção a Jerusalém, carregando uma cruz grande e pesada.

Ela media três metros de altura por dois de envergadura.

Enquanto carregava a cruz, lembrava-se do sofrimento de Jesus, e imaginava a dor que Ele havia sentido quando foi pregado nela. 

Assim, o homem seguia compenetrado em sua resolução e, passo a passo, lentamente carregava a cruz cuja ponta inferior se arrastava pelo chão, fazendo um risco na terra.

Depois de muitas horas de caminhada, o homem avistou um morro. 

Esgotado como estava, teve dúvidas se conseguiria vencer aquela subida acentuada. 

Enquanto meditava na dificuldade à sua frente, alguém que passava sugeriu que cortasse um pedaço da cruz, tornando-a mais leve.

- É uma boa idéia! Diminuindo um pouco a carga terei mais condições de subir a montanha. 

Assim, tirou um pedaço da cruz, que se tornou bem mais leve, e continuou sua caminhada.

Quem já esteve em Jerusalém sabe que para se chegar lá é preciso subir muitas montanhas. 

A cidade do rei Davi, também chamada na Bíblia de "umbigo do mundo", fica no topo de uma montanha e é cercada por muitas outras. 

Trata-se, portanto, de um terreno difícil, em ambiente arenoso, seco, e muito quente durante o dia e muito frio à noite.

A cada subida que encontrava no caminho ele cortava um pedaço da cruz. 

Assim, com o decorrer da jornada, a cruz pesada foi ficando cada vez mais leve, e ao invés da caminhada  lenta do início o homem já podia andar a passo acelerado e ia cantarolando descontraidamente.

Tudo parecia ir muito bem até que surgiu em seu caminho um rio caudaloso, cujas águas desciam volumosas do alto da montanha para banhar os vales. 

A ponte sobre o rio estava partida, faltando-lhe exatamente um trecho de quase três metros no vão central. 

Diante daquele obstáculo, o peregrino fez a seguinte oração: - Senhor, Tu sabes que meu maior desejo é chegar a Jerusalém. 

Venho de longe e agora que me aproximo de realizar meu sonho, não sei como poderei fazer para, sem arriscar a vida, chegar ao outro lado do rio.

Vês, Senhor, que a ponte está rompida e não tenho como atravessá-la. 

Então uma voz do céu respondeu: - Meu filho, para transpor este obstáculo com segurança, basta usares a cruz que lhe dei! 

Muito triste, o homem constatou que a cruz, agora, depois de tantos pedaços cortados, havia se tornado pequena demais e não vencia o vão que ele precisa transpor. 

A cruz do início, com seus três metros tinha exatamente a medida que ele precisava para transpor a ponte quebrada.

Na vida, cada um de nós carrega a cruz necessária a nos preparar para vencer os obstáculos que surgem durante a jornada. Não é maior nem menor: é exata! 

Moisés, o grande líder do povo de Israel, é um exemplo nítido disso. 

Foi peregrino por quarenta anos no deserto do Sinai. Enfrentou o calor do dia e o frio da noite, como um simples pastor do rebanho do seu sogro. 

Então, preparado, também por outros quarenta anos liderou a caminhada de três milhões de israelitas à Terra Prometida.
Autor: Marcelo Crivela.
Meditação

quinta-feira, 19 de julho de 2012

O Cobrador


Depois de um dia de caminhada pela mata, mestre e discípulo retornavam ao casebre, seguindo por uma longa estrada. 

Ao passarem próximo a uma moita de samambaia, ouviram um gemido. 

Verificaram e descobriram, caído, um homem. 

Estava pálido e com uma grande mancha de sangue, próximo ao coração. 

O homem tinha sido ferido e já estava próximo da inconsciência. 

Com muita dificuldade, mestre e discípulo carregaram o homem para o casebre rústico, onde trataram do ferimento.

Uma semana depois, já restabelecido, o homem contou que havia sido assaltado e que ao reagir fora ferido por uma faca. 

Disse que conhecia seu agressor, e que não descansaria enquanto não se vingasse. 

Disposto a partir, o homem disse ao sábio: - Senhor, muito lhe agradeço por ter salvado minha vida. 

Tenho que partir e levo comigo a gratidão por sua bondade. 

Vou ao encontro daquele que me atacou e vou fazer com que ele sinta a mesma dor que senti.

O mestre olhou fixo para o homem e disse: - Vá e faça o que deseja. 

Entretanto, devo informá-lo de que você me deve três mil moedas de ouro, como pagamento pelo tratamento que lhe fiz.

O homem ficou assustado e disse: - Senhor, é muito dinheiro. 

Sou um trabalhador e não tenho como lhe pagar esse valor!

- Se não podes pagar pelo bem que recebestes, com que direito queres cobrar o mal que lhe fizeram?

O homem ficou confuso e o mestre concluiu: - Antes de cobrar alguma coisa, procure saber quanto você deve. 

Não faça cobrança pelas coisas ruins que te aconteçam nessa vida, pois essa vida pode lhe cobrar tudo que você deve. 

E com certeza você vai pagar muito mais caro.
Autor: desconhecido
Pare e Pense.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Conselhos

Um casal de jovens recém-casados, era muito pobre e vivia de favores num sítio do interior. 

Um dia o marido fez a seguinte proposta para a esposa: "Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condições para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortável. 

Não sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa, que você me espere e enquanto eu estiver fora, seja FIEL a mim, pois eu serei FIEL a você" 

Assim sendo, o jovem saiu. Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda. 

O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito. Pediu para fazer um pacto com o patrão,o que também foi aceito.

O pacto foi o seguinte: "Me deixe trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir, o senhor me dispensa das minhas obrigações.

EU NÃO QUERO RECEBER O MEU SALÁRIO. Peço que o senhor o coloque na poupança até o dia em que eu for embora. 

No dia em que eu sair o senhor me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho". Tudo combinado.

Aquele jovem trabalhou DURANTE VINTE ANOS, sem férias e sem descanso.

Depois de vinte anos chegou para o patrão e disse: "Patrão, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa" 

O patrão então lhe respondeu: Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumpri-lo, só que antes quero lhe fazer uma proposta, tudo bem? 

Eu lhe dou o seu dinheiro e você vai embora, ou LHE DOU TRÊS CONSELHOS e não lhe dou o dinheiro e você vai embora.

Se eu lhe der o dinheiro eu não lhe dou os conselhos, se eu lhe der os conselhos, eu não lhe dou o dinheiro. Vá para o seu quarto, pense e depois me dê a resposta".

Ele pensou durante dois dias, procurou o patrão e disse-lhe: "QUERO OS TRÊS CONSELHOS". 

O patrão novamente frisou: "Se lhe der os conselhos, não lhe dou o dinheiro". 

E o empregado respondeu: "Quero os conselhos". 

O patrão então lhe falou: "NUNCA TOME ATALHOS EM SUA VIDA. Caminhos mais curtos e desconhecidos podem custar a sua vida. 

NUNCA SEJA CURIOSO PARA AQUILO QUE É MAL, pois a curiosidade para o mal pode ser mortal.

NUNCA TOME DECISÕES EM MOMENTOS DE ÓDIO OU DE DOR, pois você pode se arrepender e ser tarde demais." 

Após dar os conselhos, o patrão disse ao rapaz, que já não era tão jovem assim: "AQUI VOCÊ TEM TRÊS PÃES, dois para você comer durante a viagem e o terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa". 

O homem então, seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele tanto amava.

Após o primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou: "Pra onde você vai?" 

Ele respondeu: "Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por essa estrada". 

O andarilho disse-lhe então: "Rapaz, este caminho é muito longo, eu conheço um atalho que é dez, e você chega em poucos dias". 

O rapaz contente, começou a seguir pelo atalho, quando lembrou-se do primeiro conselho, então voltou e seguiu o caminho normal. Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada.

Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo, achou uma pensão à beira da estrada, onde pode hospedar-se. "Pagou" a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir.

De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor. 

Levantou-se de um salto só e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito. 


Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho. Voltou, deitou-se e dormiu.

Ao amanhecer, após tomar café, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele não havia ouvido um grito e ele disse que tinha ouvido. 

O hospedeiro: e você não ficou curioso? 

Ele disse que não.

No que o hospedeiro respondeu: VOCÊ É O PRIMEIRO HÓSPEDE A SAIR DAQUI VIVO, pois meu filho tem crises de loucura, grita durante a noite e quando o hóspede sai, mata-o e enterra-o no quintal. 

O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa.

Depois de muitos dias e noites de caminhada... já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casinha, andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa. 


Estava anoitecendo, mas ele pode ver que ela não estava só.

Andou mais um pouco e viu que ela tinha no seu colo, um homem a quem estava acariciando os cabelos. 

Quando viu aquela cena, seu coração se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade.

Respirou fundo, apressou os passos, quando lembrou-se do terceiro conselho. 

Então parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisão. 

Ao amanhecer, já com a cabeça fria, ele disse: - "NÃO VOU MATAR MINHA ESPOSA E NEM O SEU AMANTE. 

Vou voltar para o meu patrão e pedir que ele me aceite de volta. Só que antes,quero dizer a minha esposa que eu sempre FUI FIEL A ELA".

Dirigiu-se à porta da casa e bateu. 

Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira em seu pescoço e o abraça afetuosamente. 

Ele tenta afastá-la, mas não consegue.

Então com as lágrimas nos olhos lhe diz: - "Eu fui fiel a você e você me traiu... 

Ela espantada lhe responde: - "Como? eu nunca lhe trai, esperei durante esses vintes anos. 

Ele então lhe perguntou: - "E aquele homem que você estava acariciando ontem ao entardecer? 

E ela lhe disse: - "AQUELE HOMEM É NOSSO FILHO, quando você foi embora, descobri que estava grávida. Hoje ele está com vinte anos de idade". 

Então o marido entrou, conheceu, abraçou o filho e contou-lhes toda a sua história, enquanto a esposa preparava o café. 

Sentaram-se para tomar café e comer juntos o último pão. 

APÓS A ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO, COM LÁGRIMAS DE EMOÇÃO, ele parte o pão e ao abri-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação. 

Muitas vezes achamos que o atalho "queima etapas" e nos faz chegar mais rápido, o que nem sempre é verdade...

Muitas vezes somos curiosos, queremos saber de coisas que nem ao menos nos dizem respeito e que nada de bom nos acrescentará...

Outras vezes, agimos por impulso, na hora da raiva, e fatalmente nos arrependemos depois...
Autor: Desconhecido
Meditação.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

O Ponto Negro


Certo dia, um professor chegou  à sala de aula e disse aos alunos  para se prepararem para uma prova - relâmpago.  

Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria. 

O professor foi entregando, então,  a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume. 

Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha. 

Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha. 

O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte: - Agora, vocês vão escrever  um texto sobre o que estão vendo. 

Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa. 

Terminado o tempo, o mestre  recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta. 

Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha. 

Terminada a leitura, a sala  em silêncio, o professor então começou a explicar: - Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos  nós. 

Ninguém na sala falou sobre a folha em branco. 

Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. 

Assim acontece em nossas vidas. 

Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. 

A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. 

Temos motivos para comemorar sempre! 

A natureza que se renova os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos.

No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro! 

O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo. 

Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam nossa mente. 

Tire os olhos dos pontos  negros de sua vida. 

Aproveite cada bênção, cada momento que o Criador te dá. 

Tranquilize-se e seja... FELIZ 

Pense nisso! Jesus abençoe seu dia!!!

Reflexão.
Colaboração; Deise Braz.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

A Borboleta

Um homem, certo dia, viu surgir uma pequena abertura num casulo por onde de veria sair uma borboleta.

Sentou-se perto do local onde o casulo se apoiava e ficou a observar o que iria acontecer.

Mas logo lhe pareceu que ela havia parado como se tivesse feito todo o esforço possível e agora não conseguisse mais prosseguir.

Ele resolveu então ajudá-la: pegou uma tesoura e rompeu o restante do casulo.

A borboleta pôde sair com toda a facilidade... mas seu corpo estava murcho, além disso, era pequena e tinha as asas amassadas.

O homem continuou a observá-la porque esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem.

Na verdade a borboleta passou o restante de sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas.

Nunca foi capaz de voar.

O que o homem não compreendia, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura eram o modo pelo qual Deus fazia com que o fluido do corpo daquele pequenino inseto circulasse até suas asas para que ela ficasse pronta para voar.

Assim somos nós é através das dificuldades que aprendemos, Crescemos na nossa vida espiritual, por isso a Palavra de Deus nos diz: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Rom 8:28) ”
Meditação.
Colaboração; Naira.

Google+ Badge

RADIO AGRADECER


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...