Seja Bem-Vindo ao Nosso Blog Deus Ainda Fala!!! Já Falou Com Deus Hoje? Já Ouviu a Sua Voz? Obrigado Pela Visita Volte Mais Vezes ao Nosso Blog!!! Deus o Abençoe Sempre Em Nome de Jesus e Saiba Que Uma Nova História Deus Tem Pra você e o Melhor de Deus Está Por Vir

te

Bem Vindos

Rádio Keraz Gospel

LEIA A BÍBLIA

sábado, 29 de dezembro de 2012

Deus Nunca Erra

Um rei que não acreditava na bondade de DEUS.

Tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra!

Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei.

O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.

Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo.

O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o porquê de todas as coisas.

O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra! Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo. Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos.

Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.
Reflexão.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Apenas Uma Estação

Um homem tinha quatro filhos. 

Ele não tinha pressa, e queria que seus filhos também aprendessem a não ter pressa ao fazerem seus julgamentos.

Por isso, convidou cada um deles a fazer uma viagem e observar uma pereira plantada num local distante.

O primeiro filho viajou e chegou lá no INVERNO, O segundo filho viajou e chegou lá na PRIMAVERA, O terceiro filho viajou e chegou lá no VERÃO e o quarto filho (caçula) viajou e chegou lá no OUTONO.

Quando eles retornaram, o pai os reuniu e pediu que contassem o que tinham visto: O primeiro, que chegou lá no INVERNO; Disse que a árvore era feia, e acrescentou:

- Além de feia, ela é seca e retorcida!

O segundo, que chegou lá na PRIMAVERA; Disse que aquilo não era verdade.
Contou que encontrou uma árvore cheia de botões, e carregada de promessas.

O terceiro, que chegou lá no VERÃO; Disse que ela estava coberta de flores, que tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais graciosa que ele jamais tinha visto.

O último filho, que chegou lá no OUTONO; Disse que a árvore estava carregada
e arqueada cheia de frutas, vida e promessas...

O pai então explicou-lhes que todos estavam certos; Porque cada um deles havia visto apenas uma estação da vida daquela árvore, e por que por esse motivo, não se pode julgar uma árvore ou uma pessoa, por apenas uma estação!

A essência do que se é (como o prazer, a alegria e o amor que vem da vida) só pode ser constatada no final de tudo, exatamente como no momento em que todas as estações do ano se completam!

Se alguém desistir no INVERNO, perderá as promessas da PRIMAVERA, a beleza do VERÃO e a expectativa do outono!

Não permita que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras.
Não julgue a vida apenas por uma estação difícil.

Persevere através dos caminhos difíceis, e melhores tempos certamente virão!

Um dia abençoado para você!
Pare e Pense.

Forca ou Amizade?

Jesus sabia que em meio aos seus, havia um traidor.

Mesmo assim, convivia pacificamente e até amava, aquele que um dia se revelaria um grande traidor.

Nos dias de hoje, nós sabemos que convivemos com pessoas assim; Porém, nunca estamos preparados para o dia da revelação.

Um homem ou uma mulher quando estão traindo, ou quando estão se preparando para trair, mudam seus ares, mudam sua postura, mudam o tom de voz, mudam o olhar, esquivam-se, afastam-se, ou no extremo da hipocrisia, aproximam-se até demais!

Em Jesus Cristo, o "traído, desarmado, sem defesas ou restrições", o beijo foi dado. Mt. 26:49

O traído (Jesus), continuou confiando, amando e respeitando. Mt. 26:50

Mas ELE sabia! Tão próximo quanto o beijo que foi dado, estava o dia da revelação.

É assim a nossa vida...

Ao traído, esperam as lágrimas e a dor da traíção. (Jesus Chorou)

Ao traidor...

Judas, ao perceber o mau que havia feito ao seu "amigo" (Jesus), devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e anciãos.

Cheio de remorso, ele disse: Pequei, traindo sangue inocente. Mt. 27:04

Mas... Já era tarde demais.

Para ele, a forca, o suicídio! era a única solução.

Arrependa-se enquanto há tempo! não deixe para chorar depois. Mt. 27:03-05

O traido se levantou, reviveu, ressuscitou!

Agora, o traidor...

Então eu lhe pergunto: O que você escolhe: Forca ou Amizade?

Não me responda!

E que Deus me prepare para o dia da Revelação!

Meditação.
Colaboração; Dco. Marcos Ferreira

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O Abacaxi


Uma lição de gestão diferenciada João trabalhava em uma empresa há muitos anos. 

Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por  isso mesmo, já com seus 20 anos  de casa.

Um belo dia, ele procura  o dono da empresa para fazer uma reclamação: - Patrão, tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua  empresa com toda a dedicação, só que me sinto  um tanto injustiçado. 

O Juca, que está conosco há somente três anos, está  ganhando mais do que eu.

O patrão escutou atentamente  e disse: - João, foi muito bom você  vir aqui.

- Antes de tocarmos nesse assunto, tenho um problema para  resolver  e gostaria da sua ajuda. 

Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal  após o almoço. 

Aqui na esquina tem uma quitanda.  

Por favor, vá até lá e verifique  se eles têm abacaxi .

João, meio sem jeito, saiu  da sala e foi cumprir a missão. 

Em cinco minutos estava de  volta.

- E  aí, João?

Verifiquei como o senhor mandou. 

 O moço tem abacaxi.

- E quanto custa?

- Isso eu não perguntei,  não.

Eles têm  quantidade suficiente para atender a todos os funcionários?

- Também não perguntei isso,  não.

Há alguma outra fruta que possa substituir o abacaxi?

- Não sei, não...

O patrão pegou o telefone  e mandou chamar o Juca. Deu a ele a mesma orientação que dera a João:

- Juca, estou querendo dar  frutas como sobremesa ao nosso pessoal  após o almoço. Aqui na  esquina  tem uma quitanda. Vá até lá e  verifique se eles têm abacaxi, por favor.

Em oito minutos o Juca voltou.

- Eles têm abacaxi, sim,  e em quantidade suficiente para todo o   nosso pessoal; e se o senhor preferir,  tem também laranja, banana e mamão.

- Abacaxi é vendido a R$1,50  cada; a banana e o mamão a R$1,00  o quilo; melão R$ 1,20 a unidade  e a laranja a  R$ 20,00 o cento,  já descascado.

- Mas como eu disse que  a compra seria em grande quantidade, eles  darão um desconto de 15%. Aí aproveitei  e já deixei reservado.

- Conforme o senhor decidir,  volto lá e confirmo - explicou Juca.

Agradecendo as  informações, o patrão dispensou-o para retornar  ao trabalho.

Voltou-se para o João, que  permanecia sentado ao lado, e perguntou-lhe:

- João, o que foi mesmo  que você estava me dizendo?

Reflitam sobre o seu CHA,  isto é, seus ...

Conhecimentos, Habilidades e Atitudes.

Faça a diferença! Só depende  de você!

Um abraço especial.
 Pare e Pense.
Colaboração; Ana Lúcia.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O Que Virá Depois de 2012


As pessoas vão mudar primeiro. 

Acabam-se as mentiras, a corrupção, a ganância, a violência, a miséria...

Dos 7 bilhões de pessoas, só as que alcançarem certo nível moral e espiritual devem continuar neste planeta.

Situações complicadas podem ocorrer em todos os países, mas você pode diminuir os impactos desses  acontecimentos fazendo algumas mudanças desde já.

 Mudanças importantes! 

1 - Seja mais simples!

Nas palavras, nos gestos, nas  roupas, no trabalho, na comida...  
Assim, você vai precisar de  menos coisas para sobreviver numa situação  de crise.

2 - Comece a descobrir o  SILÊNCIO INTERIOR!

Abaixe o som da música ou  da TV.
Evite buzinar.  Evite gritar.
Fique menos tempo na frente  da TV ou do computador.
Escute mais sua intuição.
  
3 - Converse menos.

Todos vão agradecer.

Mais de 90% da nossa conversa não tem proveito algum!

Você consegue passar um dia  sem TV, celular e internet?
Consegue passar um dia sem  energia elétrica?
Experimente!

4 - Afaste-se um pouco dos  aparelhos e passe mais tempo junto  à Natureza!

 Evite desperdícios.
Conserte. Recicle. 
Deixe o supérfluo. Busque o  essencial. 
Pare de seguir moda dos outros.  Crie seu modo de vestir. 
Seja inteligente!

5 - Pare de consumir tanto!!

6 - Economize!

Muita gente está endividada e não consegue pagar suas  dívidas.
Cuidado!  Você pode precisar  de $$ mais adiante.

Na Europa a crise já começou e alguns estão aprendendo agora a viver sem excessos.

7 - Evite exibições

Procure não exibir casa, carro, dinheiro, jóias, bens, família ou felicidade!

Não é hora mais de se exibir coisa alguma!

Só os atrasados precisam chamar  atenção!

Use roupas discretas.

Nos próximos anos tenha cuidado para não atrair a atenção de mentes perturbadas!

8 - Seja discreto também  com o corpo!

9 - Tenha gratidão a Deus,  às pessoas, aos reinos da Criação, ao Planeta!

10 - Tente comer menos e variar seus hábitos alimentares.

Na falta de certos alimentos será mais fácil você se acostumar com outros.

11 - Fique longe dos fanáticos!

Há gente fanática no futebol, na política, na religião...

Procure agir com calma e  não doidamente.
Fanatismo só puxa o mal!

12 – Abandone vícios!  

É hora de jogar longe esses vícios que você carrega há anos.

Corte-os de uma vez.

Se precisar, procure ajuda do AAA, de um terapeuta, de um religioso...

Você precisa ESTAR LÚCIDO e liberto de vícios nos momentos das grandes mudanças.

13 - Ponha suas contas em  dia!

Devolva o que pediu emprestado.
Pague o que deve.
Acerte a documentação de seu  imóvel.
Encerre totalmente brigas e confusões.

Esteja com a  consciência  tranquila e com a vida acertada nos dias que virão.

14 - Não fique repetindo notícias ruins!

Tire sua atenção de tudo que lhe provoca revolta, medo, desânimo, horror...

Evite notícias sobre políticos corruptos, crimes, violência...

Falar no mal pode aumentar o mal agora, pela manhã à noite por toda a humanidade pela paz...

15 - ORE MAIS!
PROCURE DEUS!
APROXIME-SE DE DEUS!

Ore todos os dias.

Esteja em paz.

As mudanças serão para o bem de todos.
Meditação.
Colaboração; Lúcia Gomes.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Dê Tempo ao Tempo

Era uma vez um velho camponês chinês, muito pobre, porém sábio, que trabalhava a terra duramente com o seu filho.

Um dia o seu filho lhe disse:

- Pai, que desgraça, o nosso cavalo fugiu.
- Porque lhe chamas desgraça? , veremos o que nos traz o tempo. (Respondeu o pai).

Passados alguns dias, o cavalo regressou acompanhado de uma linda égua selvagem.

- Pai, que sorte.
- O nosso cavalo trouxe outro cavalo. (Exclamou o rapaz).
- Porque lhe chamas sorte?
- Veremos o que nos traz o tempo. (Respondeu o pai).

Alguns dias depois o rapaz tentou montar o novo cavalo, mas este não acostumado à sela jogou-o ao chão e na queda, o rapaz quebrou uma perna.

- Pai, que desgraça, quebrei uma perna.

O pai, retomando a sua experiência e sabedoria, disse: - Porque lhe chamas desgraça? , veremos o que nos traz o tempo.

O rapaz não se convencia da filosofia do pai.

Poucos dias depois do acidente passaram pela aldeia os enviados do rei, convocando todos os jovens da aldeia para a guerra.

Ao chegarem na casa do velho chinês, viram o jovem debilitado em sua cama e o dispensaram do alistamento, seguindo o seu caminho.

O jovem compreendeu então que nunca se deve dar nem a desgraça nem a fortuna como absolutas, e que, para sabermos se algo é mau ou bom, é necessário dar tempo ao tempo.

Moral da história: A vida dá tantas voltas que tanto o mau pode vir a ser bom, como o bom pode vir a ser mau.

Assim, esperemos o dia de amanhã com alegria e vivamos o de hoje em plenitude.

E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa. – Hebreus 6:15

Pelo contrário, em tudo recomendando-nos a nós mesmos como ministros de Deus: na muita paciência, nas aflições, nas privações, nas angústias, - II Corintios 6:4

Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus. I Pedro 2:20

Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos. Romanos 15:5

Esperei com paciência pela ajuda de Deus, o SENHOR. Ele me escutou e ouviu o meu pedido de socorro. Salmos 40:01.
Autor desconhecido.

A Voz do Pastor

Um viajante, passando pelo Oriente Médio, relata que avistou, em um determinado poço, três pastores dando de beber a seus rebanhos. Os três rebanhos estavam reunidos no mesmo lugar.

O viajante não via nenhuma diferença entre eles e perguntou como conseguiriam separá-los novamente.

Nesse momento um dos pastores se adiantou e, em voz alta, gritou: - Menah - a palavra árabe para "Siga-me - e imediatamente cerca de trinta ovelhas saíram do meio do grupo e começaram a segui-lo colina acima.

Logo após um segundo pastor também gritou: - Menah - e outra parte do rebanho se moveu atrás dele.

O resto das ovelhas permaneceu no lugar, como se ninguém tivesse falado nada para elas.

O viajante estava surpreso e viu quando o terceiro pastor se preparava para partir, tomando seu cajado e pegando algumas tâmaras caídas no lugar onde havia descansado.

Dirigindo-se a este, perguntou: - Suas ovelhas me seguiriam se eu as chamasse?

O pastor sacudiu a cabeça respondendo que não.

- Dê-me sua capa e seu cajado de pastor e deixe-me tentar.

Usando os trajes do pastor ele se afastou um pouco e começou a gritar: - Menah, Menah - mas nenhuma ovelha se mexeu. 

Elas apenas deram uma piscadela rápida sob o dia ensolarado.

- Elas nunca seguem alguém além de você? - perguntou o viajante.

- Só quando alguma ovelha está enferma. 

Então, a tola criatura segue qualquer um - disse o pastor.

A quem temos seguido em nossa vida espiritual?

Estamos certos de que conhecemos a voz de nosso Pastor e só a Ele atendemos ou, como enfermos espirituais temos seguido tolamente a qualquer um?

Temos tido a firmeza cristã de andar apenas pelo Caminho do nosso Senhor ou, desgarrados e sem rumo, seguimos qualquer atalho à nossa frente?

Quando a nossa fé está firmada na Palavra de Deus reconhecemos claramente a voz de nosso Salvador e não somos enganados por uma voz disfarçada.

Somos do Senhor e Ele nos conhece. 

Nós também O conhecemos e estamos prontos a atender a Seu chamado na hora que desejar.

A quem você tem seguido ultimamente?
Autor desconhecido. 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Tigela de Madeira

Um senhor de idade foi morar com seu filho, sua nora e seu netinho de 4 anos de idade.

As mãos do velho eram tremulas, suas vistas embaçadas seus passos vacilantes.

A família comia reunida à mesa. Mas as mãos trêmulas e a visão falha do avô o atrapalhavam na hora de comer. Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão. Quando pegava o copo, o leite era derramado na toalha da mesa.

O filho e a nora irritaram-se com a bagunça.

- Precisamos tomar uma providência com relação ao papai. Disse o filho.
- Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a boca aberta e comida pelo chão.

Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha.

Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação.

Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora era servida numa tigela de madeira.

Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha lágrimas em seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram admoestações ásperas como quando ele deixava um talher ou comida cair no chão.

O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio.
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no chão, manuseando pedaços de madeira.

O pai então lhe perguntou com delicadeza:

- Filho o que você está fazendo?

O menino respondeu:

- Ah, estou fazendo uma tigela para você e para a mamãe comerem, quando eu crescer.

O garoto de 4 anos de idade sorriu e voltou ao trabalho.

Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram mudos. Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos.

Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito.

Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família.

Dali para a frente e até o final de seus dias ele comeu todas as refeições com a família. E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, ou quando o leite era derramado.

De uma forma positiva, aprendi que não importa o que aconteça, ou quão ruim pareça o dia de hoje, a vida continua, e amanhã será melhor.

Aprendi que, não importa o tipo de relacionamento que você tem com seus pais, você sentirá falta deles quando partirem.

As pessoas se esquecerão do que você disse, Esquecerão o que você fez, Mas nunca se esquecerão de como você as tratou.

Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), Efésios 6:2

Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR, teu Deus, te ordenou, para que se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá. Deuteronômio 5:16 / Êxodo 20:12

Te Garregarei Em Meus Braços

Certa noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela sentou-se à mesa e jantou sem dizer uma única palavra.

Pude ver sofrimento em seus olhos e de repente, eu também fiquei sem palavras.

No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E então abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou: "você não é homem!"

Naquela noite, nós não conversamos mais e por alguns minutos pude ouvi-la chorando.

Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a mais a ela, e sim à Jane. Eu simplesmente não a amava mais, e sentia pena dela.

Sentindo-me muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa. Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente.

A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia que fora o nosso casamento, mas eu não voltaria atrás na minha decisão, pois agora estava amando profundamente uma outra mulher (Jane).

Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente; O que já era esperado. Diante daquele choro compulsivo eu me senti liberto, enquanto as lágrimas caiam. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa mais tarde e a encontrei sentada à mesa escrevendo alguma coisa. Não jantei e fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava muito cansado depois de ter passado o dia com a Jane (Minha amante).

Quando acordei no meio da noite, minha esposa ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Mesmo assim, eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições por escrito: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias tentássemos viver juntos da forma mais natural possível.

As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para preparar-se bem para as provas, sem que os problemas conjugais de seus Pais interferissem nos seus estudos..

Isso me pareceu razoável; mas, ela acrescentou algo mais: Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora de casa todas as manhãs.

Eu então percebi que ela estava completamente louca, mas aceitei sua proposta, para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Contei para a Jane (minha amante) sobre o estranho pedido da minha esposa. Ela riu muito e achou a ideia totalmente absurda.

- "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio", disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora de casa no primeiro dia foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo: "O papai está carregando a mamãe no colo!". Suas palavras me causaram constrangimento.

Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. 

Ela fechou os olhos e disse baixinho: "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio". Eu balancei a cabeça, mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa e ela dirigiu-se ao ponto de ônibus para ir ao trabalho.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito e eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Então, percebi que há muito tempo não prestava atenção na minha mulher. Ela certamente havia envelhecido nestes últimos 10 anos, existiam rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho.

O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar naquele estado.

No quarto dia, quando eu a carreguei no colo novamente, senti mais intimidade com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela para mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la, do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Experimentou uma série deles, mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... Meu Deus minha mulher carrega tanta dor e tristeza em seu coração...

Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.


Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse: "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mãe todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de ideia agora que estava tão perto do meu objetivo.

Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não havia percebido o quanto perdemos da nossa intimidade com o passar do tempo".

Depois disso não consegui dirigir para o trabalho. Ao inves disso, fui direto à casa de Jane (local iria morar após o divórcio), saí do carro apressadamente, com medo de mudar de ideia...

Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti: "Desculpe Jane. Eu não vou me divorciar.

Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida; não foi por falta de amor. Agora eu percebi que não devo carregar minha esposa nos braços apenas nestes 30 dias do nosso acordo, mas sim para o resto das nossas vidas!.

A Jane então percebeu que era sério. Deu-me uma tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouvi-la chorando compulsivamente.

Voltei para o meu carro e fui trabalhar.

No final do expediente, passei numa loja de flores e comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri, e escrevi assim: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Cheguei em casa, com aquele buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, indo direto para o nosso quarto, onde à encontrei deitada e para meu desespero, sem vida.

O fato é que minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, sem nada me dizer. Mas eu estava tão ocupado com a Jane (minha amante) que não pude perceber o quanto ela precisava de mim, ou que havia algo errado com ela.

Minha esposa sabia que morreria em breve, e preferiu poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio, o que a fez tomar a decisão de prolongar a nossa vida conjugal por alguns dias, proporcionando ao nosso filho a imagem de seus pais juntos toda manhã.

Aos olhos do meu filho, eu fui um marido perfeito.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício à felicidade, mas não proporcionam mais do que conforto.

Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas que os mantenham próximos e íntimos.

Tenham um casamento real e feliz!

UM CASAMENTO CENTRADO EM CRISTO É UM CASAMENTO QUE DURA UMA VIDA TODA. 
Autor desconhecido.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O Que é o Amor?

Esta foi uma pesquisa séria feita por profissionais de educação e psicologia com um grupo de crianças de 4 a 8 anos.

Respostas:
AMOR É QUANDO ALGUÉM TE MAGOA, E VOCÊ, MESMO MUITO MAGOADO, NÃO GRITA, PORQUE SABE QUE ISSO FERE SEUS SENTIMENTOS“
MATHEW, 6 ANOS

 "QUANDO MINHA AVÓ PEGOU ARTRITE, ELA NÃO PODIA SE DEBRUÇAR PARA PINTAR AS UNHAS DOS DEDOS DO PÉ. MEU AVÔ, DESDE ENTÃO, PINTA AS UNHA PARA ELA. MESMO QUANDO ELE TEM ARTRITE"

REBECCA, 8 ANOS

"AMOR É QUANDO UMA MENINA COLOCA PERFUME E O MENINO COLOCA LOÇÃO PÓS-BARBA, E ELES SAEM JUNTOS E SE CHEIRAM“

 KARL, 5 ANOS

"EU SEI QUE MINHA IRMÃ MAIS VELHA ME AMA, PORQUE ELA ME DÁ TODAS AS SUAS ROUPAS VELHAS E TEM QUE SAIR PARA COMPRAR OUTRAS"

LAUREN, 4 ANOS 

"AMOR É COMO UMA VELHINHA E UM VELHINHO QUE AINDA SÃO MUITO AMIGOS, MESMO CONHECENDO HÁ MUITO TEMPO"

TOMMY, 6 ANOS

"QUANDO ALGUÉM TE AMA, A FORMA DE FALAR SEU NOME É DIFERENTE“

BILLY, 4 ANOS ( liiiiinnndooo!)

"AMOR É QUANDO VOCÊ SAI PARA COMER E OFERECE SUAS BATATINHAS FRITAS, SEM ESPERAR QUE A OUTRA PESSOA TE OFERECA AS BATATINHAS DELA“

CHRISSY, 6 ANOS
(sem dúvida, a mais profunda!!!)

"AMOR É O QUE ESTÁ COM A GENTE NO NATAL, QUANDO VOCÊ PÁRA DE ABRIR OS PRESENTES E O ESCUTA"
BOBBY, 5 ANOS

 "SE VOCÊ QUER APRENDER A AMAR MELHOR, VOCÊ DEVE COMEÇAR COM UM AMIGO QUE VOCÊ NÃO GOSTA“

  NIKKA 6 ANOS.

"QUANDO VOCÊ FALA PARA ALGUÉM ALGO RUIM SOBRE VOCÊ MESMO E SENTE MEDO QUE ESSA PESSOA NÃO VENHA A TE AMAR POR CAUSA DISSO, AÍ VOCÊ SE SURPREENDE, JÁ QUE NÃO SÓ CONTINUAM TE AMANDO, COMO AGORA TE AMAM MAIS AINDA“

SAMANTHA, 7 ANOS
(gente olha a profundidade dessa expressão)

"HÁ DOIS TIPOS DE AMOR, O NOSSO AMOR E O AMOR DE DEUS, MAS O AMOR DE DEUS JUNTA OS DOIS“

JENNY, 4 ANOS

"AMOR É QUANDO MAMÃE VÊ O PAPAI SUADO E MAL CHEIROSO E AINDA FALA QUE ELE É MAIS BONITO QUE O ROBERT REDFORD“

CHRIS, 8 ANOS (que sinceridade...)

"DURANTE MINHA APRESENTACÃO DE PIANO, EU VI MEU PAI NA PLATÉIA ME ACENANDO E SORRINDO. ERA A ÚNICA PESSOA FAZENDO ISSO E EU NÃO SENTIA MEDO“

CINDY, 8 ANOS

"AMOR É QUANDO VOCÊ FALA PARA UM GAROTO QUE LINDA CAMISA ELE ESTÁ VESTINDO E ELE A VESTE TODO DIA "

NOELLE, 7 ANOS

"NÃO DEVERÍAMOS DIZER EU TE AMO A NÃO SER QUANDO REALMENTE O SINTAMOS. E SE SENTIMOS, ENTÃO DEVERÍAMOS EXPRESSÁ-LO MUITAS VEZES. AS PESSOAS ESQUECEM DE DIZÊ-LO“

JESSICA, 8 ANOS

"AMOR É SE ABRAÇAR, AMOR É SE BEIJAR, AMOR É DIZER NÃO“

PATTY, 8 ANOS

"AMOR É QUANDO SEU CACHORRO LAMBE SUA CARA, MESMO DEPOIS QUE VOCÊ DEIXA ELE SOZINHO O DIA INTEIRO“

 MARY ANN, 4 ANOS

"QUANDO VOCÊ AMA ALGUÉM, SEUS OLHOS SOBEM E DESCEM E PEQUENAS ESTRELAS SAEM DE VOCÊ“

 KAREN, 7 ANOS

"DEUS PODERIA TER DITO PALAVRAS  MÁGICAS PARA QUE OS PREGOS CAÍSSEM DO  CRUCIFIXO, MAS ELE NÃO DISSE ISSO.  ISSO É AMOR“

MAX, 5 ANOS

(com certeza é a melhor  definição de amor que eu já li  até hoje)

Passe essa mensagem adiante ou indique este blog... Você não pode imaginar quantas vidas precisam ouvir isso hoje.
Reflexão.
Colaboração; Cirlene Araujo.

Google+ Badge

RADIO AGRADECER


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...