Seja Bem-Vindo ao Nosso Blog Deus Ainda Fala!!! Já Falou Com Deus Hoje? Já Ouviu a Sua Voz? Obrigado Pela Visita Volte Mais Vezes ao Nosso Blog!!! Deus o Abençoe Sempre Em Nome de Jesus e Saiba Que Uma Nova História Deus Tem Pra você e o Melhor de Deus Está Por Vir

te

Bem Vindos

LEIA A BÍBLIA

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Isaías 49.15;16

Versículo do Dia
Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, me não esquecerei de ti. Eis que, na palma das minhas mãos, te tenho gravado.
Almeida Revista e Atualizada

Oração Imperdível Para Quem Está Envelhecendo...

Meditação do Dia
Ó Senhor, tu sabes melhor do que eu que estou envelhecendo a cada dia.
Sendo assim, Senhor, livra-me da tolice de achar que devo dizer algo, em toda e qual quer ocasião.
Livra-me, também, Senhor, deste desejo enorme que tenho de querer pôr em ordem a vida dos outros.
Ensina-me a pensar nos outros e ajudá-los, sem jamais me impor sobre eles, mesmo considerando com modéstia a sabedoria que acumulei e que penso ser uma lástima não passar adiante.
Tu sabes, Senhor, que desejo preservar alguns amigos e uma boa relação com os filhos, e que só se preserva os amigos e os filhos... quando não há intromissão na vida deles.
Livra-me, também, Senhor, da tolice de querer contar tudo com detalhes e minúcias e dá-me asas para voar diretamente ao ponto que interessa.
Não me permita falar mal de alguém.
Ensina-me a fazer silêncio sobre minhas dores e doenças.
Elas estão aumentando e, com isso, a vontade de descrevê-las vai crescendo a cada ano que passa.
Não ouso pedir o dom de ouvir com alegria a descrição das doenças alheias; seria pedir muito.
Mas, ensina-me, Senhor, a suportar ouvi-las com paciência.
Ensina-me a maravilhosa sabedoria de saber que posso estar errada em algumas ocasiões.
Já descobri que pessoas que acertam sempre são maçantes e desagradáveis.
Mas, sobretudo, Senhor, nesta prece de envelhecimento, peço: Mantenha-me a mais amável possível. Amém!
Colaboração; Celi Roma.

Amizade

Reflexão do Dia
Você sabe o valor de uma Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta: - "O que, de mais importante, você já fez na sua vida"? A resposta me veio na hora, mas não foi a que respondi, pois as circunstâncias não eram apropriadas. No papel de advogado da indústria do espetáculo, sabia que os assistentes queriam escutar anedotas sobre meu trabalho com as celebridades. Mas aqui vai a verdadeira, a que surgiu das profundezas das minhas recordações. O mais importante que já fiz na minha vida, ocorreu em 08 de outubro de 1990.
Comecei o dia jogando golfe com um ex-colega e amigo meu, que há muito não via. Entre uma jogada e outra, conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele me contava que sua esposa e eles acabavam de ter um bebê.
Enquanto jogávamos, chegou o pai do meu amigo, e consternado, lhe diz que seu bebê parou de respirar e que foi levado para o hospital com urgência.
Por um momento fiquei onde estava, sem pensar nem mover-me, mas logo tratei de pensar no que deveria fazer: Seguir meu amigo ao hospital?
No mesmo instante, meu amigo subiu no carro de seu pai e se foi. Minha presença, disse a mim mesmo, não serviria de nada, pois a criança certamente está sob cuidados de médicos, enfermeiras, e nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação.
Oferecer meu apoio moral? Talvez, mas tanto ele quanto sua esposa vinham de famílias numerosas e sem dúvida estariam rodeados de amigos e familiares que lhes ofereceriam apoio e conforto necessários, acontecesse o que acontecesse.
A única coisa que eu faria indo até lá, era atrapalhar. Decidi que mais tarde iria ver o meu amigo. Quando dei a partida no meu carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu carro, aberto e com as chaves na ignição, estacionado junto às quadras de tênis. Decidi, então, fechar o carro e ir até o hospital entregar-lhe as chaves. Como imaginei, a sala de espera estava repleta de familiares que os consolavam.
Entrei sem fazer ruído e fiquei junto à porta pensando o que deveria fazer. Não demorou muito e surgiu um médico que se aproximou do casal e, em voz baixa, comunica o falecimento do bebê. Durante os instantes que ficaram abraçados, a mim pareceu uma eternidade, choravam, enquanto todos os demais ficaram ao redor daquele silêncio de dor.
O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança. Meus amigos ficaram de pé e encaminharam-se resignadamente até a porta. Ao me ver ali, aquela mãe me abraçou e começou a chorar. Também meu amigo se refugiou em meus braços e me disse: "Muito Obrigado por estar aqui!".
Durante o resto da manhã fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurar nos braços seu bebê, despedindo-se dele. Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida!!! Aquela experiência me deixou três lições:
Primeira: o mais importante que fiz na vida, ocorreu quando não havia absolutamente nada, nada que eu pudesse fazer. Nada daquilo que aprendi na universidade, nem nos anos em que exercia a minha profissão, nem todo o racional que utilizei para analisar a situação e decidir o que eu deveria fazer, me serviu para aquela circunstância: duas pessoas receberem uma desgraça e nada eu poderia fazer para remediar. A única coisa que poderia fazer era esperar e acompanhá-los. Isto era o principal.
Segunda: estou convencido que o mais importante que já fiz na minha vida, esteve a ponto de não ocorrer, devido às coisas que aprendi na universidade, aos conceitos do racional que aplicava na minha vida pessoal, assim como faço na profissional. Ao aprender a pensar, quase me esqueci de sentir.
Hoje, não tenho dúvida alguma de que devia ter subido naquele carro sem vacilar e acompanhar meu amigo ao hospital.
Assim, fazemos nossos planos e imaginamos nosso futuro como algo tão real, como se não houvesse espaços para outras ocorrências.
Terceira: aprendi que a vida pode mudar em um instante. Intelectualmente todos nós sabemos disso, mas acreditamos que os infortúnios acontecem com os outros. Mas ao acordarmos de manhã, esquecemos que perder o emprego, sofrer uma doença, ou cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas, podem alterar este futuro em um piscar de olhos.
Para alguns, é necessário viver uma tragédia, para recolocar as coisas em perspectiva. Aprendi que nenhum emprego, por mais gratificante que seja, compensa perder umas férias, romper um casamento ou passar um dia festivo longe da família.
E aprendi que, o mais importante da vida, não é ganhar dinheiro, nem ascender socialmente, nem receber honras. Desde aquele dia busquei um equilíbrio entre o trabalho e a minha vida. "O mais Importante da vida é ter tempo para cultivar uma amizade". Não deixe seus amigos sem saber disso. Eu não me esqueci de você... Amizade.
Colaboração; Eliane Motta.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Filipenses 4:19

Versículo do Dia
O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
Almeida Corrigida e Revisada Fiel

Por Que Ir a Igreja?

Meditação do Dia
Um freqüentador de Igreja escreveu para o editor de um jornal e reclamou que não faz sentido ir à Igreja todos os domingos. "Eu tenho ido à Igreja por 30 anos", ele escreveu, " e durante este tempo eu ouvi uns 1.500 sermões.
Mas por minha vida, eu não consigo lembrar nenhum sequer deles... Assim, eu penso que estou perdendo meu tempo e os pastores estão desperdiçando o tempo deles pregando sermões!" Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna "Cartas ao Editor", para prazer do Editor em Chefe do jornal. Isto foi por semanas, recebendo e publicando cartas no assunto, até que alguém escreveu este argumento: "Eu estou casado já há 30 anos. Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 20.000 refeições.
Mas, por minha vida, eu não consigo me lembrar do cardápio de nenhuma destas 20.000 refeições. Mas de uma coisa eu sei... Todas elas me nutriram e me deram a força que eu precisava para fazer o meu trabalho. Se minha esposa não tivesse me dado estas refeições, eu estaria hoje fisicamente morto. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à Igreja para alimentar minha fome espiritual, eu estaria hoje morto espiritualmente." Quando a gente está resumido a NADA... DEUS está POR CIMA DE TUDO! Fé vê o invisível, acredita no inacreditável, e recebe o impossível! Graças a Deus por nossa nutrição física e espiritual!" Deus te abençoe. Quem Ama, Divulga. Divulgue você também.
Colaboração; Eliane Mota.

Deserto ou Palácio?

Reflexão do Dia
Ou, o que foram ver? Um homem vestido de roupas finas? Ora, osque vestem roupas esplêndidas e se entregam ao luxo estão nospalácios.” Lucas 7:25
Deserto ou palácio?
Segurança ou perigo?
O que é que nos atrai?
Hoje João Batista é um homem de Deus elogiado e exaltado pelos pregadores modernos.
Nos seus dias, porém, João foi um homem esquisito que vivia às margens da sociedade.
Ele foi desprezado por muitas pessoas e despertava pouco mais que curiosidade na maioria.
Sua apresentação, bem como sua mensagem ofendiam.
Hoje muitos Cristãos desenvolveram um gosto por aquilo que é fino e bem produzido.
A mensagem eloqüente e o louvor majestoso podem edificare atrair um público cada vez maior.
No entanto, podemos estar esquecendo que a mensagem do Evangelho, desde o início, freqüentemente incomodou e ofendeu.
Se João entrasse no culto da igreja que você freqüenta hoje, ele se sentiria "em casa"? Ele diria "AMÉM!" na hora da pregação?
E para a sociedade, teria algo que João falaria que nós deixamos de falar para não incomodar certas pessoas em nosso meio? ORAÇÃO: Bendito Deus, o Senhor não quer que nenhuma alma pereça. Por isso apelamos a todos e esperamos tocar os corações de muitos na nossa geração.
Ajude-nos a não deixar de contar toda a verdade, de trazer à luz as obras das trevas para que todos que amam ao Senhor possam andar no caminho que leva à vida.
Em nome de Jesus oramos. Amém.
Colaboração; Mauricio Pereira.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Vacina Contra a Depressão

Meditação do Dia
Lendo e estudando sobre a depressão trazemos aqui uma súmula dos meios de prevenir essa patologia, mais mental do que física, que traz sérios prejuízos para a vida social e espiritual do ser humano.
Citamos vários itens que podem evitar a depressão: RELIGIOSIDADE O estudo de uma religião esclarecida traz a conformação, o sentimento de fraternidade e perdão. Ajuda a aceitação de doenças, deficiências e morte de entes queridos. Sabendo que tudo é temporário e que nenhuma dor, carência, deficiência ou doença é eterna, torna-se mais fácil a vivência na terra. PERDA DO ORGULHO A criatura com orgulho acentuado possui muita abertura para a depressão. Ofende-se facilmente, isola-se das pessoas com quem não se afina e sente-se vítima do mundo sem nunca praticar a auto análise necessária para um maior entendimento das situações. A humildade não nos dá brechas para ofensas ou mágoas inúteis. PERDA DO EGOCENTRISMO Pessoas muito centradas em si mesma, sofrem demasiadamente quando não recebe atenção que acha que merece. Criança ou jovem muito mimados não conseguem aceitar a indiferença do mundo aos seus desejos. Esta é uma das grande causadora dos estados depressivos Quando direcionamos nossas atenções aos outros sentimo-nos felizes ao sermos úteis e esquecemos das próprias dores TRABALHO A mente ocupada num trabalho que traz prazer e recompensa (mais emocional do que financeira) não dá abertura para se deprimir. TRABALHO A mente ocupada num trabalho que traz prazer e recompensa (mais emocional do que financeira) não dá abertura para se deprimir OTIMISMO Um dos melhores fatores antidepressivo é o otimismo, porque a criatura observa o mundo que a rodeia de forma sempre positiva o que impede que nasçam, em si, focos de baixo estima, que gera a depressão. PERDÃO O ato de perdoar não é apenas uma recomendação religiosa, é mais uma atitude terapêutica e preventiva contra males maiores do que o mal recebido. O esquecimento do mal é atividade de um coração generoso. Perdoar a si mesmo é entender que errar faz parte do crescimento, é aceitar a sua condição humana. ACEITAÇÃO Aceitar o que é inevitável na vida, como a morte de um ser querido,perda da juventude; deficiência física ou invalidez. Também mudança de nível social, de ambiente etc. A aceitação é também compreensão que tudo que acontece ao nosso redor é instrumento para amadurecimento espiritual. Quem possui muita fé em si mesmo e em Deus possui a maior vacina contra a depressão pois ela é o oposto de todos os sintomas que trazem a doença Enfim, todo sofrimento do homem tem origem no afastamento de sua luz interior. Quando Deus fica longe de nossa vida, ficamos afastados da alegria de viver. Portanto,busque o auxilio divino, e não se esqueça do terapeuta... Busque a felicidade Você merece! E... Tenha lindos dias!
Colaboração; Eliane Mota.

Talvéz

Reflexão do Dia
Talvez eu venha a envelhecer rápido demais. Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida. Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena. Mas farei que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei. Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais. Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda. Mas jamais irei me considerar um derrotado. Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão. Talvez um dia o sol deixe de brilhar. Talvez um dia eu sofra alguma injustiça. Então irei me banhar na chuva. Mas jamais assumirei o papel de vítima. Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos. Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas. Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderem em minha direção. Mas não terei vergonha por esse gesto. Talvez eu seja enganado inúmeras vezes. Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros. Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança. Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho. Talvez eu perca grandes amizades. Talvez algumas pessoas queiram o meu mal. Mas irei aprender que aqueles que real-mente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos. Mas continuarei plantando a semente da fraternidade por onde passar. Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música. Talvez eu nunca consiga enxergar um arco-íris. Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos. Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração. Talvez hoje eu me sinta fraco. Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias. Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente. Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma. Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música. Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações. Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo. Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas. Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira. Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser. Mas ao invés de fugir, correrei atrás do que almejo. Mas passarei a admirar quem sou. E se ainda não me convenci disso, é porque "ainda não chegou o fim". Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz e construir uma vida melhor. Porque no final não haverá nenhum "talvez" e sim a certeza de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.
Colaboração; Claúdia Regina.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Provérbios 3:29

Vesículo do Dia
Não maquines o mal contra o teu próximo, que habita contigo confiadamente.
Almeida Revista e Atualizada

Você Sabe Amar?

Meditação do Dia Eu estou aprendendo. Estou aprendendo a aceitar as pessoas, Mesmo quando elas me desapontam, Quando fogem do ideal que tenho para elas. Quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas. É difícil aceitar as pessoas Assim como elas são, Não como eu desejo que elas sejam. É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo... ...Estou aprendendo a AMAR Estou aprendendo a escutar, Escutar com os olhos e ouvidos, Escutar com a alma. E com todos os sentidos. Escutar o que diz o coração, O que dizem os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas. Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras Corriqueiras, superficiais. Descobrir a angústia disfarçada, A insegurança mascarada, A solidão encoberta. Penetrar o sorriso fingido, A alegria simulada, a vangloria exagerada. Descobrir a dor de cada coração. Aos poucos, estou aprendendo a amar. Estou aprendendo a perdoar. Pois o amor perdoa, lança fora as magoas, e apaga as cicatrizes Que a incompreensão e insensibilidade gravaram no coração ferido. O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos. Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração. O amor perdoa, esquece, xtingue todos os traços de dor no coração. Passo a passo, Estou aprendendo a perdoar, a amar. Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas, Valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências duras vividas ao longo dos anos. Estou aprendendo a ver, Nas pessoas a sua alma, E as possibilidades que Deus lhes deu. Estou aprendendo, Mas como é lenta a aprendizagem! Como , é difícil amar incondicionalmente... Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo... Vamos tentar AMAR NOSSOS IRMÃOS, COMO DEUS NOS AMA... Tenha um bom dia e... Um Abração!!!
Colaboração; Eliane Mota.

Existe ou Não?

Reflexão do Dia
Um homem foi a uma barbearia cortar o seu cabelo, E iniciou um diálogo com a pessoa que o atendeu.
Rapidamente começaram a falar sobre tema de Deus. O barbeiro diz: Eu não acredito que Deus exista, como você disse. Porque diz você isso? pregunta o cliente... É muito fácil, ao sair para a rua nos apercebemos de que Deus não existe. O...diga-me, por acaso se Deus existisse, haveria tantos doentes? Haveria meninos abandonados? Se Deus existisse, não haveria sofrimento nem tanta dor para a humanidade. Não posso pensar que exista um Deus que permita todas estas coisas. O cliente calou-se pensando, e não quis responder para evitar uma discussão. Ao terminar o corte de cabelo, o cliente saíu do estabelecimento e viu um homem com a barba e o cabelo comprido. Entrou novamente na barberia e disse ao barbeiro. Sabe uma coisa?
Os barbeiros não existem. Como? Se aqui estou eu. Não...! diz o cliente, não existem, se existissem não haveria pessoas com o pelos e barba tão grandes como a de esse homem. - Os barbeiros existem, essas perssoas é que não veem a mim. Exacto...! disse o cliente. Esse é o ponto. Deus existe, o que se passa é que as pessoas não vão até Ele, não O procuram, por isso há tanta dor e miséria. E o barbeiro calou-se pensando... Se tu crês que Deus existe... envia esta mensagem, mas se para ti não existe ignora-a. Envia às pessoas que são algo para ti… e diz-lhes Procura primeiro a Deus, e as demais coisas te serão dadas por além'. e repete com o coração esta oração: 'Senhor, amo-te e necessito de ti, estás no meu coração, abençoa a minha família, minha casa, minhas finanças, meus amigos e a minha esposa em nome de Jesús, Amem!
Colaboração; Cezario.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

O Lenhador e a Raposa

Meditação do Dia
Existiu um Lenhador que acordava as 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite. Esse lenhador tinha um filho, lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança. Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho. Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada. Os vizinhos do Lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem; e portando, não era confiável. Quando ela sentisse fome comeria a criança. O Lenhador sempre retrucando com os vizinhos falava que isso era uma grande bobagem. A raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam: - "Lenhador abra os olhos ! A Raposa vai comer seu filho." - "Quando sentir fome, comerá seu filho ! " Um dia o Lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários - ao chegar em casa viu a raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensangüentada ... o Lenhador suou frio e sem pensar duas vezes acertou o machado na cabeça da raposa ... Ao entrar no quarto desesperado, encontrou seu filho no berço dormindo tranqüilamente e ao lado do berço uma cobra morta ... O Lenhador enterrou o Machado e a Raposa juntos. Se você confia em alguém e já orou e perguntou a Deus sobre isto e Ele confirmou , não importa o que os outros pensem a respeito e siga sempre o que diz seu coração , pois é lá que o Senhor vai falar e lhe mostrar . Não se deixe influenciar ...
Colaboração; Odair Júnior.

O Sobrevivente

Reflexão do Dia
Após um acidente de avião, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para poder ficar boiando.
Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de qualquer rota de navegação.
Com muita dificuldade e restos dos destroços, ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva, de animais, e para guardar seus poucos pertences. Novamente agradeceu.
Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia.
No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos já de noite, ele encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça.
Terrivelmente desesperado ele se revoltou.
Gritava chorando:”O pior aconteceu! Perdi tudo!
Deus, por que fizestes isso comigo?” Chorou tanto , que adormeceu, profundamente cansado.
No dia seguinte bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava.
Viemos resgatá-lo”-disseram. Como souberam que eu estava aqui?-perguntou ele. Nós vimos o seu sinal de fumaça!É comum sentirmo-nos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal.
Mas Deus age em nosso benefício, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.
Lembre-se: Se algum dia o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar até você a Graça Divina.
Confie. Deus é mesmo fiel.
Passe essa mensagem para as pessoas que você conhece e quer bem. Alguém pode estar precisando...
Colaboração; Paulo Roberto.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Isaías 54.17

Versículo do Dia
Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor, e a sua justiça que de mim procede, diz o Senhor.
Almeida Corrigida e Revisada Fiel

O Leão e Rato

Meditação do Dia
Diz que um leão ia andando chateado, não muito rei dos animais, porque tinha acabado de brigar com a mulher e esta lhe dissera poucas e boas.
Ainda com as palavras da mulher o aborrecendo, o leão subitamente se defrontou com um pequeno rato, o ratinho menor que ele já tinha visto.
Pisou-lhe a cauda e, enquanto o rato forçava inutilmente para fugir, o leão gritou: "Miserável criatura, estúpida, ínfima, vil, torpe: não conheço na criação nada mais insignificante e nojento.
Vou te deixar com vida apenas para que você possa sofrer toda a humilhação do que lhe disse, você, desgraçado, inferior, mesquinho, rato!" E soltou-o.
O rato correu o mais que pôde, mas, quando já estava a salvo, gritou pro leão: "Será que Vossa Excelência poderia escrever isso para mim?
Vou me encontrar agora mesmo com uma lesma que eu conheço e quero repetir isso para ela com as mesmas palavras."
Colaboração; Millôr Fernandes.

A Arte de Ser Feliz

Reflexão do Dia
HOUVE um tempo em que a minha janela se abria para um chalé. Na ponta do chalé brilhava um grande ovo de louça azul. Nesse ovo costumava pousar um pombo branco.
Ora, nos dias límpidos, quando o céu ficava da mesma cor do ovo de louça, o pombo parecia pousado no ar.
Eu era criança, achava essa ilusão maravilhosa e sentia-me completamente feliz. HOUVE um tempo em que a minha janela dava para um canal.
No canal oscilava um barco. Um barco carregado de flores. Para onde iam aquelas flores? Quem as comprava? Em que jarra, em que sala, diante de quem brilhariam, na sua breve existência? E que mãos as tinham criado? E que pessoas iam sorrir de alegria ao recebê- las?
Eu não era mais criança, porém a minha alma ficava completamente feliz.
HOUVE um tempo em que minha janela se abria para um terreiro, onde uma vasta mangueira alargava sua copa redonda.
À sombra da árvore, numa esteira, passava quase todo odia sentada uma mulher, cercada de crianças.
E contava histórias. Eu não podia ouvir, da altura da janela; e mesmo que a ouvisse, não a entenderia, por que isso foi muito longe, num idioma difícil.
Mas as crianças tinham tal expressão no rosto, a às vezes faziam com as mãos arabescos tão compreensíveis, que eu participava do auditório, imaginava os assuntos e suas peripécias e me sentia completamente feliz.
HOUVE um tempo em que a minha janela se abria sobre uma cidade que parecia feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhãs vinha um pobre homem com um balde e em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.
MAS, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.
Colaboração; Cecília Meirelles.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

A Pedra do Mestre

Meditação do Dia
Havia uma pedra, bela e grande. Um dia, alguém passou por ali evendo a pedra, pôs-se acontemplá-la. Ficou por um longo tempo olhando os contornos da pedra, as flores que a rodeavam e o sol que parecia deixá-la mais bonita.
Disse para si mesmo: esta é aPedra do Mestre. Posso Vê-lo sentado sobre ela a sorrir para mim. E entrou em êxtase rapidamente.
Foi quando outra pessoa chegou e lhe falou: Estou há algum tempo a observar-te, de frente para esta pedra, e penso: o que pode levar alguém sorrir por tanto tempo a uma pedra e, sinceramente, não encontro um justo motivo que possa me convencer de que não estejas perdendo teu tempo.
Ele voltou-se para o estranho que invadira seu momento com o Mestre: Pois bem. Fico também pensando em algo: O que pode levar alguém aperder seu tempo tão precioso querendo entender algo que está somente para ser sentido.
Eu olho para a pedra e vejo Deus. Eu olho para a pedra e sinto Deus. Tu olhas para a mesma pedra, mas nada vês e com tua mente julgas o que não estás sentindo. Para tornar-te um sábio, meu amigo, é preciso que vejas e sintas com o coração. Só assim poderás ver, mesmo numa pedra, a presença de Deus a abençoar-te.
(Moacyr Leite da Silva)

Vislumbre de Um Criador

Reflexão do Dia
O elefante é o único animal cujas pernas dianteiras se dobram a frente. Porque? Porque de outra forma seria difícil para esse animal levantar-se, por causa do seu peso. Por que os cavalos, para se erguerem, usam as patas dianteiras, e as vacas, as traseiras?
Quem orienta esses animais para que ajam dessa maneira? Deus. Esse mesmo Deus que coloca um punhado de argila no coração da terra, e, através da ação do fogo transforma-a em formosa ametista de alto valor.
Esse mesmo Deus que coloca certa quantidade de carvão nas entranhas do solo, e, mediante a combinação do fogo e a pressão dosmontes e das rochas, transformaesse carvão em resplandecente diamante, que vai fulgurar na coroa dos reis ou no diadema dos poderosos! Por que o canário nasce aos 14 dias, a galinha aos 21, os patos e gansos aos 28, o ganso silvestre aos 35 e os papagaios e avestruzes aos 42 dias?
Por que a diferença entre um período e outro é sempre de sete dias? Porque o Criador sabe como deve regular a natureza e jamais comete engano. Ele determinou que as ondas do mar se quebrem na praia à razão de 26 por minuto, tanto na calma como na tormenta. Aquele que nos criou pode também nos dirigir.
Somente aquele que fez o cérebro e o coração pode guiá-los com êxito para um alvo útil. A insondável sabedoria divina revela-se ainda nas coisas que poucos notam: A melancia tem número par de franjas. A laranja possui número par de gomos. A espiga de milho tem número par de fileiras de grãos.
O cacho de bananas tem, na última fila, número par de bananas, e cada fila de bananas tem uma a menos que a anterior. Desse modo, se uma fileira tem número par, a seguinte terá número ímpar. A ciência moderna descobriu que todos os grãos das espigas são em número par, e é admirável que Jesus, ao se referir aos grãos, tenha mencionado exatamente números pares: 30, 60, e 100. Pela sua maravilhosa sabedoria e graça, é assim que o Senhor determina à vida que cumpra os propósitos e os planos dele.
Somente a vida sob o cuidado divino está a salvo de contra tempos. Outro mistério que a ciência ainda não descobriu: Enormes árvores, pesando milhares de quilos, apoiada sem apenas poucos centímetros de raízes. Ninguém até agora conseguiu descobrir esse princípio de sustentação a fim de aplicá-lo em edifícios e pontes.
Mas há maravilha ainda maior. O Criador toma o oxigênio e o hidrogênio, ambos sem cheiro, sem sabor e sem cor, e os combina com o carvão, que é insolúvel, negro e sem gosto. O resultado, porém, é o alvo e doce açúcar. Esses são apenas alguns vislumbres de um Deus sábio e amoroso. Esse mesmo Deus que realiza tais maravilhas no mundo que Ele criou, pode também efetuar em nós um milagre ainda muito maior.
Ele pode dar-nos um novo nascimento, fazendo novas todas as coisas. Ele pode tomar nossa vida triste, inútil e insípida, e torná-la alegre, útil e plena de significado para a glória dele. Portanto, não se desespere. Não importa quão grave seja a sua condição física, moral ou espiritual. O Senhor Jesus, que "ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre", só Ele tem a última palavra. Você pode experimentar um milagre! Tão somente creia nele e coloque a sua vida nas mãos dele. A Bíblia diz: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho, para que todo aquele quenele crer não morra, mas tenha a vida eterna."
Autor Desconhecido

terça-feira, 7 de julho de 2009

O Buscador

Meditação do Dia
Esta é a história de um homem a quem eu definiria como um buscador... Um buscador é alguém que busca, não necessariamente alguém que encontra. Também não é necessariamente alguém que sabe o que está buscando; é simplesmente alguém para quem sua vida é uma busca permanente. Um dia o buscador sentiu que devia ir à cidade de kammir.
Ele tinha aprendido a obedecer rigorosamente a estassensações que surgiram de algum lugar desconhecido de si mesmo,de maneira que abandonou tudo e partiu. Após dois dias de marcha em empoeirados caminhos, lá longe divisou Kammir. Um pouco antes de chegar à cidade, chamou-lhe poderosamentea atenção uma colina que se encontrava à direita docaminho.
Ela estava coberta de um verde maravilhoso, com numerosas árvores, pássaros e flores encantadoras; tudo estava rodeado por uma pequena cerca envernizada. ...Uma pequena porta de bronze o convidava a entrar.
De repente sentiu que esquecia da cidade e não resistiu à tentaçãode descansar um momento naquele lugar. O buscador atravessou o portal e começou a caminhar lentamente entre as brancas pedras distribuídas como que aleatoriamente entre as árvores. Permitiu que seus olhos pousassem como borboletas em cada detalhe desse paraíso multicolor.
Seus olhos eram olhos de um buscador e, talvez por isso, descobriu sobre uma daquelas pedras aquela inscrição: “Abdul Tareg viveu 8 anos, 6 meses, 2 semanas e 3 dias.” Sentiu-se um pouco angustiado ao perceber que essa pedra não era simplesmente uma pedra, era uma lápide.
Sentiu pena ao pensar em uma criança tão nova enterrada naquele lugar. Olhando ao redor, o homem se deu conta de que a pedra seguinte também tinha uma inscrição.
Aproximou-se e viu que estava escrito: “Yamir Kalib, viveu 5 anos, 8 meses e 3 semanas.” O buscador sentiu-se terrivelmente transtornado. Esse belo lugar era um cemitério e cada pedra era uma tumba.
Uma por uma começou a ler as lápides. Todas tinham inscrições similares: um nome e o exato tempo de vida do morto. Porém, o que lhe causou maior espanto foi comprovar que quem mais tinha vivido, apenas ultrapassava os 11 anos...
Invadido por uma dor muito grande, sentou-se e começou a chorar. A pessoa que tomava conta do cemitério, que nesse momento por ali passava, aproximou-se. Permaneceu em silêncio enquanto olhava o homem chorar e, após algum tempo, perguntou-lhe se chorava por alguma pessoa da família. - Não, ninguém da família. – respondeu o buscador– O que se passa nessa cidade? Que coisa tão terrível acontece aqui? Por que tantas crianças mortas enterradas neste lugar? Qual a horrível maldição que pesa sobre essas pessoas que as obrigou a construir um cemitério de crianças? O velho sorriu e falou: Pode acalmar-se. Não existe nenhuma maldição.
O que acontece é que aqui temos um antigo costume que lhe contarei... Quando um jovem completa seus quinze anos, ganha de seus pais uma caderneta, como esta que eu mesmo levo aqui, pendurada no pescoço. É uma tradição entre a gente, que a partir desse momento, cada vez que você desfruta intensamente de alguma coisa, abre sua caderneta e escreve nela: - À esquerda o que foi desfrutado... - À direita, o tempo que durou o prazer.
Conheceu uma moça e se apaixonou por ela. Quanto tempo durou essa enorme paixão e o prazer de conhecê-la? Uma semana? Duas? Três semanas e meia?... E depois..., a emoção do primeiro beijo, quanto durou? O minuto e meio do beijo? Dois dias? Uma semana?... E a gravidez ou o nascimento do seu primeiro filho...? E o casamento dos amigos? E a tão desejada viajem? E o encontro com o irmão que retorna de um longínquo país? Quanto tempo desfrutou dessas situações...? Horas? dias...? Assim, vamos anotando na caderneta cada momento que desfrutamos..., cada momento.
Quando alguém morre, é nosso costume abrir a cadernetae somar o tempo desfrutado para gravá-lo sobre a pedra, porque este é, para nós, o único tempo VIVIDO.
Colaboração; Anônimo.

A Águia e o Pardal

Reflexão do Dia
O sol anunciava o final de mais um dia e lá, entre as árvores, estava Andala, um pardal que não se cansava de observar Yan, a grande águia. Seu vôo preciso, perfeito, enchia seus olhos de admiração. Sentia vontade de voar como a águia, mas não sabia como o fazer.
Sentia vontade de ser forte com a águia, mas não conseguia assim ser. Todavia, não cansava de segui-la por entre as árvores só para vislumbrar tamanha beleza. Um dia estava a voar por entre a mata a observar o vôo de Yan, e de repente a águia sumiu de sua visão.
Voou mais rápido para reencontrá-la, mas a águia havia desaparecido. Foi quando levou um enorme susto, deparou de uma forma muito repentina com a grande águia a sua frente. Tentou conter o seu vôo, mas foi impossível, acabou batendo de frente com o belo pássaro.
Caiu desnorteado no chão e quando voltou a si, pode ver aquele pássaro imenso bem ao seu lado observando-o. Sentiu um calafrio no peito, suas asas ficaram arrepiadas e pôs-se em posição de luta. A águia em sua quietude apenas o olhava calma e mansamente, e com uma expressão séria, perguntou-lhe: - Por que estás a me vigiar, Andala? - Quero ser uma águia como tu, Yan.
Mas meu vôo é baixo, pois minhas asas são curtas e vislumbro pouco por não conseguir ultrapassar seus limites. - E como te sentes amigo sem poder desfrutar, usufruir de tudo aquilo que está além do que podes alcançar com tuas pequenas asas? - Sinto tristeza.
Uma profunda tristeza. A vontade é muito grande de realizar esse sonho... - O pardal suspirou olhando para o chão... E disse: - Todos os dias acordo muito cedo para vê-la voar e caçar. És tão única, tão bela. Passo o dia a observar-te. - E não voas? Ficas o tempo inteiro a me observar? Indagou Yan. - Sim. A grande verdade é que gostaria de voar como tu voas...
Mas as tuas alturas são demasiadas para mim e creio não ter forças para suportar os mesmos ventos que, com graça e experiência, tu cortas harmoniosamente... - Andala, bem sabes que a natureza de cada um de nós é diferente, e isso não quer dizer que nunca poderás voar como uma águia. Sê firme em teu propósito e deixa que a águia que vive em ti possa dar rumos diferentes aos teus instintos. Se abrires apenas uma fresta para que esta águia que está em ti possa te guiar, esta dar-te-á a possibilidade de vires a voar tão alto como eu.
Acredita! - E assim, a águia preparou-se para levantar vôo, mas voltou-se novamente ao pequeno pássaro que a ouvia atentamente: Andala, apenas mais uma coisa: - Não poderás voar como uma águia, se não treinares incansavelmente por todos os dias. O treino é o que dá conhecimento, fortalecimento e compreensão para que possas dar realidade a teus sonhos. Se não pões em prática a tua vontade, teu sonho sempre será apenas um sonho.
Esta realidade é apenas para aqueles que não temem quebrar limites, crenças, conhecendo o que deve ser realmente conhecido. É para aqueles que acredita serem livres, e quando trazes a liberdade em teu coração poderás adquirir as formas que desejares, pois já não estarás apegado a nenhuma delas. Serás livre! Um pardal poderá, sempre, transformar-se numa águia, se esta for sua vontade.
Confia em ti e voa, entrega tuas asas aos ventos e aprende o equilíbrio com eles. Tudo é possível para aqueles que compreenderam que são seres livres, basta apenas acreditar, basta apenas confiar na tua capacidade em aprender e ser feliz com tua escolha .
Colaboração; Anônimo.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

A Menina e o Pássaro Encantado

Meditação do Dia
Era uma vez uma menina que tinha um pássaro como seu melhor amigo. Ele era um pássaro diferente de todos os demais: Eraencantado. Os pássaros comuns, se a porta da gaiola estiver aberta, vão embora para nunca mais voltar. Mas o pássaro da menina voava livre e vinha quando sentia saudades... Suas penas também eram diferentes. Mudavam de cor. Eram sempre pintadas pelas cores dos lugares estranhos e longínquos poronde voava. Certa vez, voltou totalmente branco, cauda enormede plumas fofas como o algodão."- Menina, eu venho de montanhas frias e cobertas de neve, tudomaravilhosamente branco e puro, brilhando sob a luz da lua, nada seouvindo a não ser o barulho do vento que faz estalar o geloque cobre os galhos das árvores. Trouxe, nas minhas penas, umpouco de encanto que eu vi, como presente para você...". E assim ele começava a cantar as canções e as estórias daquele mundo que a menina nunca vira. Até que ela adormecia, esonhava que voava nas asas do pássaro. Outra vez voltou vermelho como fogo, penacho dourado na cabeça."... Venho de uma terra queimada pela seca, terra quentee sem água, onde os grandes, os pequenos e os bichos sofrem atristeza do sol que não se apaga. Minhas penas ficaram como aquele sol e eu trago canções tristes daquelesque gostariam de ouvir o barulho das cachoeiras e vera beleza dos campos verdes.E de novo começavam as estórias. A menina amava aquele pássaro e podia ouvi-lo sem parar, dia após dia.E o pássaro amava a menina, e por isso voltava sempre. Mas chegava sempre uma hora de tristeza." - Tenho que ir", ele dizia."- Por favor não vá, fico tão triste, terei saudades e vou chorar...."."- Eu também terei saudades", dizia o pássaro. "- Eu também vou chorar. Mas eu vou lhe contar um segredo: As plantas precisam da água, nósprecisamos do ar, os peixes precisam dos rios... E o meu encanto precisa da saudade. É aquela tristeza, na espera da volta, que faz com que minhas penas fiquem bonitas. Se eu não for, não haverá saudades. Eu deixarei de ser um pássaro encantado e você deixará de me amar. Assim ele partiu. A menina sozinha, chorava de tristeza à noite. Imaginando se o pássaro voltaria. E foi numa destas noites que ela teve uma idéia malvada."- Se eu o prender numa gaiola, ele nunca mais partirá; será meu para sempre. Nunca mais terei saudades, e ficarei feliz". Com estes pensamentos comprou uma linda gaiola, própria para um pássaro que se ama muito. E ficou à espera. Finalmente ele chegou, maravilhoso, com suas novas cores, com estórias diferentes para contar. Cansado da viagem, adormeceu. Foi então que a menina, cuidadosamente, para que ele não acordasse, oprendeu na gaiola para que ele nunca mais a abandonasse. E adormeceu feliz. Foi acordar de madrugada, com um gemido triste do pássaro."- Ah! Menina... Que é que você fez? Quebrou-se o encanto.Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das estórias...". Sem a saudade, o amor irá embora... A menina não acreditou. Pensou que ele acabaria por se acostumar. Masisto não aconteceu. O tempo ia passando, e o pássaro ia ficando diferente. Caíram suas plumas, os vermelhos, os verdes e os azuis das penastransformaram-se num cinzento triste. E veio o silêncio; deixou de cantar. Também a menina se entristeceu. Não, aquele não era o pássaro que elaamava.E de noite ela chorava pensando naquilo que havia feito ao seu amigo...Até que não mais agüentou. Abriu a porta da gaiola."- Pode ir, pássaro, volte quando quiser..." ."- Obrigado, menina. É, eu tenho que partir. É preciso partir para que asaudade chegue e eu tenha vontade de voltar. Longe, na saudade, muitascoisas boas começam a crescer dentro da gente. Sempre que você ficar com saudades, eu ficarei mais bonito. Sempre que eu ficar com saudades, você ficará mais bonita. E você seenfeitará para me esperar... E partiu. Voou que voou para lugares distantes. A menina contava os dias,e cada dia que passava a saudade crescia."- Que bom, pensava ela, meu pássaro está ficando encantado de novo...".E ela ia ao guarda-roupa, escolher os vestidos; e penteava seus cabelos, colocava flores nos vasos..."- Nunca se sabe. Pode ser que ele volte hoje... Sem que ela percebesse, o mundo inteiro foi ficando encantado como opássaro. Porque em algum lugar ele deveria estar voando. De algum lugar elehaveria de voltar. AH! Mundo maravilhoso que guarda em algum lugar secreto o pássaroencantado que se ama... E foi assim que ela, cada noite ia para a cama, triste de saudade, masfeliz com o pensamento.- Quem sabe ele voltará amanhã.... E assim dormia e sonhava com a alegria do reencontro.
Rubens Alves.

O Poder da Determinação de Um Jovem

Reflexão do Dia
Uma casinha de uma escola rural era aquecida por um velho e bojudo forno acarvão. Um garotinho tinha a função de ir mais cedo à escola todos os dias, paraacender o fogo e aquecer o recinto antes quea professora e seus colegas chegassem. Certa manhã, eles chegaram e encontraram a escola engolida pelas chamas. Retiraram o garotinho inconsciente do prédio em chamas, mais morto do que vivo. Tinha queimaduras profundas na parte inferior do corpo e foi levadopara o hospital do município vizinho. De seu leito, o semiconsciente e pavorosamente queimado garotinho ouviu ao longe o médico que conversava com sua mãe. O médico dizia a ela que seu filho seguramente morreria - o que na realidade, até seria melhor - pois o terrível fogo devastara a parte inferior de seu corpo. Porém o bravo garotinho não queria morrer. Ele se convenceu de que sobreviveria. De alguma maneira, ele realmente sobreviveu. Quando o risco de morte havia passado, ele novamente ouviu o médico e sua mãe falando baixinho. A mãe foi informada de que, uma vez que o fogo destruíra tantos músculos na parte inferior de seu corpo, quase que teria sido melhor que ele tivesse morrido, já que estava condenado a ser eternamente inválido e não fazer uso algum de seus membros inferiores. Mais uma vez o bravo garotinho tomou uma decisão. Não seria inválido. Ele andaria. Mas, infelizmente, da cintura para baixo, ele não tinha nenhuma capacidade motora. Suas pernas finas pendiam inertes, quase sem vida. Finalmente, ele teve alta do hospital. Todos os dias sua mãe massageava suas perninhas, mas não havia sensação, controle, nada. Ainda assim, sua determinação de andar era mais forte do que nunca. Quando ele não estava na cama, estava confinado a uma cadeira de rodas. Num dia ensolarado, sua mãe o conduziu até o quintal para tomar um pouco de ar fresco. Neste dia, ao invés de ficar sentado na cadeira, ele se jogou no chão. Arrastou-se pela grama, puxando as pernas atrás de si. Arrastou-se até a cerca de estacas brancas que limitava o terreno. Com grande esforço, levantou-se apoiando-se na cerca. E então, estaca por estaca começou a arrastar-se ao longo da cerca, decidido a andar. Começou a fazer isso todos os dias até que um caminho se formou ao lado da cerca, e em volta de todo o quintal. Não havia nada que ele desejasse maisdo que dar vidas àquelas pernas. Finalmente, com as massagens diárias, com sua persistência de ferro e com sua resoluta determinação, ele foi capaz de ficar em pé, depois de andar mancando, e então, de andar sozinho. Mais tarde, de correr. Começou a caminhar para a escola, depois passou a correr para a escola, e a correr, pular e simplesmente, pela alegria de correr. Na faculdade, integrou o time de corrida com obstáculos. Depois, no Madison Square Gardem, aquele rapaz sem esperanças de sobreviver, que seguramente não andaria nunca mais, e que jamais poderia esperar correr - aquele rapaz determinado, o Dr. Glenn Cunningham, foi o corredor mais rápido do mundo na corrida de uma milha!
Anônimo.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

O Porta Retrato

Meditação do Dia
Se Deus tivesse um porta-retrato, seu retrato estaria nele. Se Deus tivesse uma carteira, levaria sua foto nela. Ele te manda flores em toda primavera. Ele te manda o nascer do sol a cada manhã. A qualquer momento que você quiser conversar, Ele te escuta. Ele pode morar em qualquer lugar do universo, mas escolheu seu coração. Encare isso meu amigo, Ele é louco por você! Deus não prometeu dias sem dor, risos sem sofrimento, sol sem chuva, Mas Ele prometeu força para o dia, conforto para as lágrimas e luz para o caminho. “Um amigo é um presente que você dá a si mesmo”
Colaboração; Paulo Roberto.

Centro da Bíblia

Reflexão do Dia
É interessante como isso funciona. Mesmo que você não seja religioso, você deve ler isso. P: Qual é o menor capítulo da Bíblia? R: Salmo 117 P: Qual é o maior capítulo da Bíblia? R: Salmo 119 P: Qual é o capítulo que está no centro da Bíblia? R: Salmo 118 Fato: Há 594 capítulos antes do Salmo 118 Fato: Há 594 capítulos depois do Salmo 118 Some esses números e teremos 1188. P: Qual é o verso central da Bíblia? R:Salmo 118:8 Esse verso fala algo significante acerca da perfeita vontade de Deus para as nossas vidas? A próxima vez que alguém disser que gostaria de descobrir a perfeita Vontade de Deus para a sua vida, e que quer estar no centro da Sua vontade, envie a essa pessoa o centro da Palavra de Deus! Salmo 118:8 (NVI) "É melhor buscar refúgio no SENHOR do que confiar nos homens”. Agora, não é estranho como isso funcionou (ou Deus está no centro disso?) Antes de continuar e enviar essa mensagem para alguém, você tem um minuto? 60 segundos para Deus? Tudo o que peço é que você faça essa pequena oração pela pessoa que enviou isso para você! “Deus Eterno, Pai querido, abençoe essa pessoa que me enviou essa mensagem, em tudo o que o Senhor sabe que ele ou ela necessita hoje! Que a sua vida seja repleta de paz, prosperidade e poder para que possa ter um íntimo relacionamento contigo. Eu oro assim, em nome de Jesus, Amém” Lembre-se de que a fé em Deus não coloca você diante de problemas, mas livra você deles!! “A felicidade está em deixar Deus controlar o seu futuro”. Que Deus abençoe você neste lindo dia!
Colaboração; Silvia Araujo.

Google+ Badge

RADIO AGRADECER


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...