Seja Bem-Vindo ao Nosso Blog Deus Ainda Fala!!! Já Falou Com Deus Hoje? Já Ouviu a Sua Voz? Obrigado Pela Visita Volte Mais Vezes ao Nosso Blog!!! Deus o Abençoe Sempre Em Nome de Jesus e Saiba Que Uma Nova História Deus Tem Pra você e o Melhor de Deus Está Por Vir

te

Siga Este Blog...

Versículo do Momento Para o Teu Coração

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Reflexão 19/12/2014

Paz e alegria é o que Deus quer dar para toda a humanidade, mas o mundo está cego sendo enganado pelos deuses deste século e procura paz e alegrias em lugares que nunca jamais encontraram pois só Jesus pode dar.
Pr. Bina

Um Nobre Romano

Talvez vocês já tenham ouvido a história de um jovem romano que fora condenado à morte. 

Tinha cometido um crime de traição e acabava de ser condenado à morte pelos juiz, quando se adiantou o seu irmão mais velho que tinha servido à pátria nos campos de batalha, defendendo-a contra os inimigos e perdendo os dois braços.

Este, pondo-se em pé diante dos juízes, erguendo os tocos dos braços decepados, intercedeu pela vida do irmão; não pelo que o irmão fizera, mas pelo que ele, o intercessor, fizera. 

Reconhecia que o seu irmão era criminoso e merecedor da morte; mas, pelo que tinha feito em defesa da pátria, implorava que a vida lhe fosse poupada. 

Considerando os argumentos deste nobre romano, os juízes, pelos seus merecimentos, perdoaram o irmão criminoso.

É exatamente o que Cristo faz por todos nós, pecadores. Cristo morreu no Calvário para que pudéssemos viver. 

Nós merecemos a morte; mas, pela intercessão de Cristo, que deu a Sua vida para nos salvar, Deus perdoa os nossos pecados. 
 The Traveler's Guide.
Pare e Pense

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Reflexão 18/12/2014

A melhor vontade para a nossa vida não é a vontade da carne, está traz dias difíceis e horríveis, mas para viver e ter  dias  agradável, traga para o teu coração a obediência que é boa e agradável não só para a alma mas também para o corpo e espirito. 
Pr. Bina

O "Amém" Ficou Parado . . .

Um velho pregador, num culto de oração, orava da seguinte maneira:

–    Senhor, ajuda-nos a confiar-Te nossos corpos.

–    "Amém", responderam todos com o mesmo calor de sempre.

–    Senhor, ajuda-nos a confiar-Te nosso dinheiro.

A esta petição, o "amém" não saiu dos lábios.


Não é verdadeiramente estranho que quando a religião toca nos bolsos de algumas pessoas esfria nelas o entusiasmo e faz emudecer seus lábios? 
Estandarte Cristão.
Pare e Pense

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Reflexão 17/12/2014

Por onde quer que eu vá eu não temo o perigo pois sei quem está comigo, Ele é o meu melhor amigo, por isso sou sempre assim, alegre sempre, pois tenho motivos, Ele é Jesus Cristo o meu melhor amigo. 
Pr. Bina

Resultado da Negligência



Numa furiosa tempestade no mar, um navio de emigrantes foi arrastado para longe de sua rota, e soçobrou perto de uma ilha desabitada. 

Os passageiros conseguiram escapar a nado para a ilha e salvar algumas coisas do navio, entre elas algum alimento, ferramentas e sementes. 

O solo da ilha era fértil e o clima ameno.

Não sabendo quanto tempo levaria para lhes vir socorro, os homens resolveram plantar as sementes imediatamente, sem perda de tempo. 

Antes disso, porém, um grupo de pessoas que tinha penetrado no interior da ilha, para ver os recursos que havia, avisou que haviam encontrado ricas jazidas de ouro.

Imediatamente se esqueceram de tudo o mais, mesmo da semeadura, e todos correram a cavar a terra em busca de ouro. 

Como se alegraram quando viram o monte de ouro bruto! 

Estariam ricos, quando o navio de socorro viesse buscá-los.

Mas passou o Verão, e a horta ficou por ser feita. 

Demasiado tarde viram que haviam negligenciado a coisa mais necessária – sua provisão de alimento. 

Febrilmente puseram-se a lançar as sementes, mas chegou o inverno. 

O suprimento que tinham trazido do navio soçobrado acabou-se e na ilha não se encontrava alimento bastante para todos. 

Quando se tornavam cada vez mais fracos, seus olhos pousaram naquele monte de ouro. 

De que lhes adiantava agora, que estavam à beira da morte? 

O mais rico tesouro do mundo não lhes servia de alimento agora.
Pare e Pense.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Reflexão 16/12/2014

Toda terra precisa saber que Tu és o Deus criador, e que nada do que existe veio a existir por acaso e sim pelo poder de tua palavra.
Pr. Bina

Ambição

Jó 1:21 "e disse; Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!"

Ablávio, o maior dignitário de Constantino Magno, não pensava noutra coisa senão em ajuntar dinheiro; jamais pensava na morte ou no Céu. 

Um dia, o imperador, tomando-o pela mão, disse-lhe: "Quando acabaremos, meu caro Ablávio, de acumular tesouros na Terra?"

Depois, traçando na areia uma sepultura, acrescentou: "Ajunta, se você puder, todas as riquezas do mundo, porque você não terá na morte isto que aqui você vê, caso o sepultem os homens."


Triste verdade, terrível prognóstico! 

Ablávio, depois de morto, foi cortado em pedaços, nada deixando que se pudesse levar ao túmulo. 

"Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá." 
Pare e Pense

sábado, 13 de dezembro de 2014

Reflexão 13/12/2014

Adicionar legenda
Senhor, tudo o que quero é Ti adorar, te amar, entregar-me totalmente aos teus braços meu Deus, Pois Tu és a razão do meu viver.
Pr. Bina

Rico Para Com Deus

Luc. 12:20, 21

Um negociante descansava em sua cadeira predileta, uma noite de inverno. 

Enquanto o fogo flamejava e crepitava, meditava no futuro. 

De repente, sentiu que alguma coisa estava ao pé dele. 

Sobressaltado, ergueu os olhos para o rosto de um estranho. 

"Senhor", começou ele a dizer, vim para dar-lhe qualquer coisa que deseje. 

Pode pedir o que quiser, e a terá.

Com o rosto iluminado pelo que lhe parecia uma ideia tremenda, o negociante respondeu: "Quero ver um número do "New York Times" (O Tempo de Nova York) datado de hoje a duas semanas."

"Você o terá", prometeu o visitante, e instantaneamente foi colocado nas mãos do homem o jornal que ele pedira. 

O negociante folheou-o rapidamente, até que chegou à última página. 

Correu a vista nas colunas da página que trazia os títulos de crédito.

"Estou com a fortuna feita!", exclamou. 

Posso ver como irá o mercado daqui a duas semanas. 

Comprarei; venderei; serei milionário dentro de quinze dias.

Rabiscou algumas notas acerca das compras e vendas que desejava fazer, depois olhou o resto das páginas.

A situação internacional – nada de surpreendente aí.

Crimes – como de ordinário.

Esportes – alguns novos recordes.

Ao olhar rapidamente as colunas da página de obituário, porém, viu um nome familiar.

Era o seu próprio.

Com o temor a apertar-lhe o coração, leu que, três dias antes da data do jornal, ele falecera.


Como o louco no texto de hoje, o negociante nesta parábola moderna viu de repente a vida sob nova perspectiva.

Sentiu como nunca antes que apenas uma pulsação se acha entre nós e a eternidade.

Viu a importância de ser "rico para com Deus", de empregar os bens, não para fins egoístas, mas para beneficiar os outros.

Aprendemos nós essas lições tão bem como devemos?
Pare e Pense.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Reflexão 12/12/2014


Jesus Cristo de Nazaré só em Ti posso descansar, pois tenho segurança e paz contigo sou mais que vencedor.
Pr. Bina.

Valiosa Opinião de Um Financista Moderno

John D. Rockefeller, falecido em 1937, com a idade de 97 anos, não só frequentava assiduamente a igreja, como, também, muitas vezes tomava a palavra nos estudos bíblicos. 

Num desses estudos bíblicos deu o testemunho seguinte, com respeito ao seu êxito extraordinário:

"Considero meu dever ganhar todo o dinheiro que possa ser ganho de modo honrado, mas também dar todo o dinheiro que se possa dar." 

"Que é o êxito? 

É dinheiro? 

Então é muito pouco..."

"Quem é o mais pobre no mundo? Eu lhes direi: O mais pobre que eu conheço, é o que nada possui além de dinheiro." 
Kraft und Licht.
Pare e Pense.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Reflexão 11/12/2014

Acreditar no Deu que ainda acredita em nós é tudo de bom, pois não temos nada a perder pelo contrario ganhamos e muito a começar aqui.
Pr. Bina

A Escravidão do Dinheiro

Um comerciante, que ia muito bem de negócios, foi ficando cada vez mais indiferente a sua fé, à medida que prosperava financeiramente. 

Afinal, afastou-se inteiramente da igreja. 

Então o visitou um velho amigo que, depois dos cumprimentos, colocou sobre a mesa uma folha de papel, na qual estava escrita uma palavra.

–       Você é capaz de ler esta palavra?

–       Perfeitamente: Deus.

Então o amigo tirou do bolso uma moeda, colocou-a sobre a palavra e perguntou:

–       É capaz de ler, agora, o que está escrito aí?

–       Não.

–       E por que não?

–       Porque a moeda está encobrindo a palavra.

Então o velho falou, com toda seriedade:


–       Ó meu amigo, é sempre assim: o dinheiro encobre a Deus de nossa vista. 

Como você ficou rico, já não enxerga a Deus nem a Sua causa. 

Não quer desviar-se do seu falso caminho?
Pare e Pense

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Reflexão 10/12/2014

Pense; se tivermos tudo que sonhamos corremos o risco de perdermos o interesse pelas coisas da vida, lembre-se, falhar é humano o que não pode é continuar sem atitude de mudança.
Pr. Bina

O Taxista Prof. Gretz.


Certa vez, ao entrar em um táxi, vi no painel do motorista um adesivo com a seguinte frase:"Maldito o sujeito que inventou o trabalho".

Olhei para o motorista e vi uma expressão estressada, a barba por fazer, o colarinho sujo e o rosto franzido.

Tentei uma abordagem bem-humorada e ele respondeu com um grunhido.

Disse-se o destino e ele partiu entre arrancadas e freadas, maldizendo o engarrafamento e xingando os motoristas vagarosos.

Epa!

Vendo que havia embarcado numa canoa furada, resolvi sair daquela situação.

Mudei de idéia, chefe.

Vou ficar ali na próxima esquina, em frente àquela agência bancária.

Paguei-lhe e saí rápido.

Na calçada, respirei fundo, fiquei observando com atenção os táxis que iam passando e fiz sinal para um senhor que me pareceu mais simpático, embora o carro fosse mais velho.

Ao entrar, o som de uma tranquila melodia já criava um clima completamente diferente.

Informei o destino ao motorista, que sorriu para mim, ofereceu-me uma balinha de hortelã e ficou cantarolando a melodia, não sem antes me perguntar se eu preferia que o som fosse desligado.

"Esse engarrafamento não lhe tira o bom humor?" – perguntei-lhe, só para conferir.
Que nada!

Pra que vou me chatear com o trânsito?

Não sei se o senhor está com pressa de chegar ao seu compromisso, mas eu já estou aqui no meu trabalho!  

Então vá com toda calma, meu amigo.

Vá devagar porque eu estou com pressa – respondi.

Ele deu uma gargalhada e, no tempo certo, chegamos ao destino.

No mesmo tipo de trabalho, na mesma situação (engarrafamento no trânsito), esses dois profissionais mostram atitudes completamente diferentes.

Qual dos dois trabalha melhor?

Qual deles é mais feliz?

Quem deixa mais satisfeito o cliente?

Quem tem melhor qualidade de vida?


Não precisamos nem pensar para responder. 
Pare e Pense

Rádio Keraz Gospel

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Gostou? Então, Indique-nos a Um (a) Amigo (a)

Seu nome
Seu email
Nome do seu amigo
E-mail do seu amigo

Como Está o Mundo Agora?